Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal

Muitos empresários ainda não estão familiarizados com o termo Nearshoring em Portugal. De facto, é um termo que se pode confundir com subcontratação, Onshoring e Offshoring. Aparentemente os conceitos são semelhantes, mas na realidade são totalmente diferentes. Neste artigos mostramos as suas vantagens e com o Nearshoring é uma opção inteligente ao offshoring.

Apesar de o Nearshoring ter vantagens significativas em relação a outras formas de negócio, é muito importante confirmar se, de facto, é a melhor solução para a sua empresa em particular. Pode ser difícil conseguir implementar um sistema destes, por ainda ser desconhecido da grande maioria das empresas. Além disso, o ser humano por natureza, tende a temer o desconhecido. Por isso, vamos mostrar-lhe a seguir o que é o Nearshoring e como o pode utilizar para tornar a sua empresa ainda mais lucrativa e bem-sucedida.

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal 1

Fonte: SmartPhotoLab

 

O que é o Nearshoring?

O Nearshoring é uma nova abordagem à tradicional forma como normalmente se fazem negócios entre as empresas, sobretudo quando estão em locais diferentes. Ou seja, quando uma empresa subcontrata serviços específicos noutra localização geográfica diferente da sua, para prestar, por exemplo, serviços aos seus clientes nessa região.

Basicamente, o Nearshoring acontece quando uma determinada organização decide transferir o seu trabalho para empresas mais baratas e geograficamente mais próximas dos seus clientes.

Por exemplo, é um gestor de uma empresa de consultoria na Holanda, e quer automatizar determinados processos dentro da sua organização ou então oferecer aos seus clientes novas soluções online. Esse projeto requer conhecimentos especializados em Tecnologias de Informação (TI) e uma equipa de programadores que internamente não tem disponível.

Em conversa com os seus amigos ou parceiros, descobriu que existe uma empresa na Polónia que tem uma excelente reputação em projetos semelhantes e uma equipa de programadores disponíveis para desenvolver o seu projeto.

Após fazer alguns contactos por email, chamadas telefónicas, entrevistas e reuniões, decide colaborar com esta empresa para avançar com o seu projeto. Parabéns, acabou de dar início a uma parceria de Nearshoring para realizar o seu projeto de TI !

 

Qual a diferença entre os modelos de negócio

Como já vimos, o Nearshoring passa por transferir uma ou mais das suas operações comerciais para um país próximo. Mas fica a pergunta, em que é que o Nearshoring difere dos outros modelos de subcontratação como o Offshoring e Onshoring. Por isso, vamos explicar cada um deles dando um pequeno exemplo na nossa área das Tecnologias de Informação.

 

A subcontratação Nearshoring

Subcontratação é um termo mais amplo do que o Nearshoring. Basicamente, tanto o Nearshoring como o Offshoring como o Onshoring são diferentes tipos de subcontratação. A subcontratação é um acordo em que uma empresa contrata outra para executar uma atividade planeada ou que já existe e que normalmente é ou podia ser executada internamente.

A subcontratação é uma prática normalmente utilizada pelas empresas com o objetivo de reduzir os custos internos. Além disso, pode ser utilizada quando há falta de conhecimento interno em determinadas áreas de atuação ou então falta de especialistas nos quadros da empresa. Muitas vezes subcontratam-se serviços como suporte ao cliente, contabilidade, marketing e desenvolvimento de software.

Por exemplo, uma empresa de suporte informático recebe de um cliente na Holanda, um pedido para a criação de uma nova aplicação móvel. Mas infelizmente não tem conhecimentos de programação nem programadores disponíveis nos seus quadros de pessoal. Para conseguir dar resposta a esse pedido pode subcontratar serviços de desenvolvimento a terceiros.

Nessa altura, se não tiver nenhum parceiro local que já conheça, pode optar por algumas soluções. Ou procura, uma empresa de desenvolvimento de software ou um freelancer na Holanda (Onshoring), ou então num dos países vizinhos (Nearshoring), ou então noutros países (Offshore).

 

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal 2

Fonte: SmartPhotoLab

 

Escolher Nearshoring ou Onshoring

Onshoring é basicamente subcontratar um serviço a outra empresa noutra cidade do nosso país. Neste modelo de negócio, as empresas não correm riscos relacionados com as diferenças culturais ou políticas tributárias estrangeiras. Além disso, geram riqueza para a economia local porque investem no seu próprio país. No entanto, muitas vezes as empresas deparam-se com custos superiores relativamente à subcontratação Nearshoring ou Offshoring.

Por exemplo, a nossa empresa de suporte informático, com sede em Lamego, pode considerar criar uma parceria com uma empresa de desenvolvimento do Porto ou de Lisboa porque os custos serão mais baixos que contratar um programador para os seus quadros internos.

 

Escolher Nearshoring ou Offshoring

Offshoring é subcontratar serviços em países com economias mais baratas aproveitando os custos inferiores desses paises, por exemplo, com burocracias e mão de obra. Ou seja, as empresas que utilizam Offshoring transferem as suas atividades dos países mais caros para os países mais baratos.

Para o nosso caso os destinos Offshoring para o desenvolvimento de aplicações móveis podem ser, por exemplo, a Índia, China e Malásia, ou então os países da América Latina como o México e o Brasil.

A subcontratação Offshore é considerado a opção mais barata por isso, a solução mais vantajosa de todos os modelos. No entanto, as empresas podem confrontar-se com outros desafios além da distância quando optam por esta solução. Nomeadamente constrangimentos relacionados com diferenças de horário, cultura, experiência, idioma e questões legais e fiscais.

Imaginemos que a nossa empresa de suporte técnico em Portugal decide trabalhar com uma empresa de desenvolvimento de software na Índia. Podemos ter tomado essa decisão porque os custos com a mão de obra dos programadores é mais barata nesse país.

No entanto, não nos podemos esquecer de ter em conta o custo total de propriedade (TCO) do produto digital depois de pronto. Basicamente, é uma das métricas importante que tem de ser considerar sempre que se subcontrata um serviço de desenvolvimento de software.

Temos de ter em conta que existe uma diferença no tempo obrigatório de trabalho no país que escolhemos e que isso pode atrasar significativamente o processo de desenvolvimento.

Além disso, existem obstáculos culturais, linguísticos e éticos relacionados com abordagens de trabalho e que se podem tornar barreiras à boa colaboração entre a nossa empresa e a empresa Offshore.

Com o modelo Nearshoring, além de conseguir poupar por causa dos custos mais baixos, em relação ao modelo Onshoring, também consegue evitar as barreiras e dificuldades descritas acima.

 

Quais as vantagens do Nearshoring

Como forme de facilitar a sua decisão descrevemos muito resumidamente a seguir algumas das 4 principais vantagens em utilizar um sistema de subcontratação Nearshoring para a sua organização.

 

Vantagens do Nearshoring:

  • Nearshoring poupa recursos;
  • Nearshoring é mais barato;
  • Empresas trabalham em sintonia;
  • Nearshoring facilita a comunicação.

 

1 – Nearshoring poupa recursos

Se subcontratar uma empresa em regime de Nearshoring, em poucas semanas, ou até mesmo em poucos dias, consegue começar a trabalhar no seu projeto.

Além disso, deixa de desperdiçar tempo e dinheiro a recrutar e a formar novos funcionários. Também não é preciso criar um novo departamento, até porque se calhar é apenas uma atividade temporária para o seu negócio.

Provavelmente a empresa parceira irá escolher os seus profissionais mais adequados formando a equipa ideal para dar resposta ao seu projeto. Basicamente, o modelo Nearshore permite-lhe ajustar os recursos a sua real necessidade, poupando-lhe assim muito tempo e alguns gastos desnecessários.

 

2 – Nearshoring é mais barato

Sim, normalmente é melhor trabalhar com um parceiro em Nearshoring do que criar a sua própria equipa interna. Isto evita, por exemplo, os custos relacionados com as despesas do processo de recrutamento como a criação de anúncio de emprego e as horas perdidas com as entrevistas.

Além disso, as empresas ideais para projetos em regime de Nearshore estão sediadas em países em que a mão de obra é mais barata. Isto resulta numa significativa redução dos custos para a sua empresa e projeto.

Normalmente, os profissionais destas empresas subcontratadas, estão mais bem formados e treinados para executarem com sucesso o projeto que lhe for atribuído. Como são profissionais da área conseguem trocar experiências com os seus parceiros e assim aumentarem a qualidade dos seus serviços.

 

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal 3

Fonte: SmartPhotoLab

 

3 – Empresas trabalham em sintonia

A principal vantagem do modelo de negócios Nearshore em relação ao Offshore é sobretudo o fuso horário. Ou seja, trabalhar nos mesmos horários torna a força de trabalho mais estável e produtiva que consequentemente aumenta os resultados. Além disso, viajar entre os locais de produção é muito mais simples e rápido no modelo Nearshore.

Por exemplo, no informatico.pt podemos subcontratar, em regime de Nearshoring, uma empresa de programadores espanhola. Existem vários voos diários disponíveis de Portugal para Espanha com uma duração de viagem de alguns minutos.

 

4 – Nearshoring facilita a comunicação

A comunicação é a chave para que uma parceria entre duas empresas seja bem sucedida. As interações dos membros das equipas são muito mais eficazes, porque acontecem em tempo real. Além disso, como têm normalmente uma linguagem comum o seu entendimento é mais claro. Isso faz com que os resultados do trabalho consigam corresponder melhor às expectativas.

Muitas vezes as diferentes éticas de trabalho que existem num modelo Offshore dificultam a colaboração das equipas orientada a projetos. Ou seja, os prazos podem ser interpretados de forma diferente.

Além disso, a complexidade dos sistemas hierárquicos das empresas pode dificultar a tomada de decisões e a conclusão do projeto nos prazos previstos. Apesar de também existirem diferenças culturais na Europa, o entendimento geral sobre questões relacionadas com profissionalismo, qualidade e requisitos, é muito semelhante.

 

Está preparado para o Nearshoring?

Apesar do Nearshoring, comparado com outros modelos, ter muitas vantagens, não é adequado para ser utilizado em todas as empresas. Por isso, certifique-se na lista a seguir que o Nearshoring é a solução ideal para o seu negócio:

 

  • precisa de um novo departamento ou aumentar o que já tem?
  • começou a habituar-se ao teletrabalho?
  • quer poupar com os custos dos processos?
  • sabe exatamente o que pretende?
  • espera uma qualidade consistente?
  • não quer comprometer os seus padrões de qualidade?
  • está à procura de especialistas apaixonados e experientes?
  • não quer perder tempo a contratar?
  • quer uma equipa disponível em tempo real?
  • quer pagar apenas o que considera justo?

 

Se respondeu afirmativamente à maioria destas questões então é provável que o Nearshoring seja uma excelente oportunidade para o seu negócio.

Não perca tempo e entre em contacto com uma empresa que utilize o Nearshoring, como o Informatico.pt, para conseguir expandir os seus negócios. Temos equipas de informáticos especialistas em suporte técnico disponíveis para os nossos clientes. O Nearshoring permitir-lhe-á concentrar-se em novas oportunidades fazendo crescer o seu negócio. Estamos aqui para ajudar!

 

Porquê o Nearshoring em Portugal

Nos últimos anos, a área das Tecnologias de Informação regista um crescimento considerável tanto em Portugal como no resto do mundo. Graças aos muitos investimentos, é um setor que cresce, o que faz com que também aumente a necessidade de subcontratar serviços.

Se este ritmo de crescimento se mantiver, o nosso país poderá tornar-se rapidamente num centro da comunidade informática a nível mundial. Por isso, vamos mostrar a seguir, as principais vantagens do Nearshoring para as startups e as empresas de tecnologia em Portugal.

 

Exemplos de Nearshoring em Portugal

Felizmente, o nosso país conseguiu tornar-se num exemplo de um ecossistema de startups em termos europeus. Existem diversas startups nacionais como a Farfetch, a Feedzai, a Talkdesk e a Outsystems que executam operações internacionais a partir de centros tecnológicos em Portugal.

Tanto as startups como a Cloudflare ou a Revolut ou as scale-ups internacionais contam com o nosso talento nacional para promoverem o seu constante crescimento. Além disso, existem as empresas gigantes como a Siemens e a Google que continuam a abrir centros tecnológicos no nosso país. Aliás, juntaram-se a outras empresas multinacionais como o BNP Paribas, a Naxitis, a Cisco e a Volkswagen. Também os investidores estão atentos ao crescimento tecnológico português, e financiam constantemente os nossos projetos nacionais, mesmo durante a pandemia.

 

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal 4

Fonte: SmartPhotoLab

 

Porque escolher Portugal para Nearshoring

Se for uma empresa europeia e optar pelo desenvolvimento de software em regime de Nearshore, encontrará em Portugal profissionais altamente qualificados, experientes e dedicados, prontos para ajudar o seu negócio a crescer.

Neste momento, o nosso país tem 6 universidades e escolas de tecnologia classificadas em 5º lugar no ranking mundial “World Top 500” relacionado com gastos com educação. A nossa história comprova que temos um talento único para aprender novas línguas, sobretudo o inglês lecionado já nas escolas primárias.

Ou seja, é muito fácil encontrar ótimos profissionais com fortes habilidades linguísticas, o que facilita muito a comunicação entre as equipas internacionais acabando com os obstáculos nos projetos relacionados com tecnologias de informação.

 

Localização facilita o Nearshoring

De facto, a localização estratégica de Portugal é ideal para o mundo dos negócios tornando-nos numa porta aberta para os mercados europeus. Temos cerca de 2 600 km de costa com cerca de 300 dias de sol por ano. Por causa disso e das cerca de 8 horas diárias de sol é que estamos em terceiro lugar no ranking dos países com maior qualidade de vida em todo o mundo. Também fomos distinguidos pela quarta vez consecutiva como o melhor destino Europeu, graças à nossa boa gastronomia e à nossa rica herança cultural.

Aliado a isso tudo, Portugal é dos poucos países que partilha o fuso horário com Londres que como todos sabem é um dos mercados globais mais importantes, o que facilita o trabalho em equipa sobretudo no modelo Nearshoring.

Também somos o país europeu mais próximo dos EUA, com ligações diretas aos centros tecnológicos americanos como São Francisco, Nova York ou Boston. Resumindo, a nossa localização espetacular torna-nos num dos países mais interessantes para as empresas europeias que pretendam implementar um sistema de subcontratação Nearshoring.

 

Propensos para o Nearshoring

Desde a antiguidade que o mar é a nossa casa e proporcionou-nos muitas descobertas e experiências culturais, que em muito moldaram o nosso carácter flexível e de fácil adaptação. Tanto a nossa hospitalidade como a nossa tolerância são uma enorme vantagem nos dias de correm.

Outra coisa, de que tanto nos orgulhamos, é a nossa atitude pacifica. Isso fez com que no ano passado fossemos classificados como o quarto pais mais pacifico do mundo no “Global Peace Index“. Basicamente, destacámo-nos dos restantes por sermos um país altamente seguro.

Isto tudo, faz com que externamente nos considerem um parceiro ideal para Nearshoring com bons indicadores macroeconómicos. Somos, não só um país ensolarado como também temos excelentes profissionais qualificados e uma boa estabilidade política e social.

Basicamente, Portugal é uma excelente opção de custo-benefício quando se pensa em criar uma equipa de desenvolvimento de software que assente num modelo de Nearshore.

 

Benefícios do Nearshoring para Portugal

Muito honestamente, no Informatico.pt consideramos que o Nearshore tem inúmeros benefícios para as empresas de tecnologias de informação em Portugal. Dificilmente conseguimos encontrar outro país com as nossas características tão propensas ao modelo de negócio Nearshore.

Talvez seja por isso que nos últimos anos, dezenas de empresas de todo o mundo, nos procuram e se estabelecem em Portugal. Cada vez mais os grandes investidores europeus preferem-nos em detrimento de outros países, para conseguirem reduzir os seus custos de produção. Conseguem produtos e serviços de excelente qualidade como se tivessem no seu próprio país.

Em comparação com outros países como a França, o Reino Unido e a Espanha, o nosso custo de vida é consideravelmente inferior fazendo com que Portugal ocupe o 50º lugar no Índice de Custo de Vida do ano passado.

Além disso, comparativamente com esses países também temos um sistema jurídico bastante transparente, com pouca burocracia, onde a maioria das licenças e documentos podem ser obtidos através da internet. Por isso, somos uma excelente opção para todas as organizações que tentam evitar ao máximo as papeladas e as burocracias que a maioria dos países da União Europeia têm atualmente.

A opção de Portugal torna-se cada vez mais apelativa para quem inicia novos negócios no nosso país porque pode até não ser tributado durante o primeiro ano além de outros incentivos nacionais. Se é um empresário europeu e decidiu transferir parte do seu negócio para o nosso país, fique a saber que pode fazer o registo comercial online. Basicamente, consegue criar uma empresa em poucas horas sem filas e burocracias.

 

Descubra 4 vantagens do Nearshoring para as empresas em Portugal 5

Fonte: SmartPhotoLab

 

Conclusões:

Resumindo, Portugal é um país europeu que cumpre sem dúvida com todos os requisitos necessários para ser considerado uma das melhores opções para parcerias de Nearshore. Somos um país bastante competitivo, com um enorme talento em termos de profissionais, uma localização privilegiada e um ambiente social e político muito favorável.

Se precisa de um parceiro em Portugal para um modelo de negócio em Nearshore com serviços de assistência técnica informática, o Informatico.pt é uma boa opção. Os nossos mais de 10 anos de experiência no sector são uma mais-valia para todos os nossos clientes nacionais e internacionais.

Contacte-nos, estamos aqui para ajudar…

 

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

.

ARTIGOS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

Responder

O seu endereço de email não será publicado.

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

×