Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing

No informatico.pt consideramos que nos próximos anos acontecerão mudanças significativas na área do marketing digital. Neste artigo iremos mostrar-lhe 10 tendências tecnológicas que poderão alavancar o seu negócio. Na verdade, o marketing digital é essencial para as estratégias de muitas organizações e a tecnologia que lhes dá suporte está em constante evolução. Existem algumas tendências que continuarão a evoluir e a aumentar a sua importância no marketing digital como, por exemplo, os “Chatbots” e as pesquisas por voz. Um dos exemplos das novas tendências pode ser a pressão que o Google irá fazer por um futuro sem cookies.

Este artigo não só será útil para os utilizadores mais curiosos, mas sobretudo para os proprietários de pequenas empresas e profissionais de marketing digital que precisam de conhecer as principais tendências para se conseguirem focar no que realmente interessa. Apesar de muitos dos princípios relacionados com o marketing se manterem os mesmos, as ferramentas que as empresas utilizam para conseguirem alcançar o sucesso em termos de marketing variam muito ao longo do tempo. A publicidade em jornais já foi um método de marketing muito utilizado, mas que atualmente tem pouco impacto. Neste momento, a publicidade digital e a inteligência artificial desempenham papéis críticos nas táticas de marketing que as empresas utilizam.

Todos os anos surgem novas tendências tecnológicas a que os empreendedores devem estar atentos. Os responsáveis pelas organizações devem manter-se na linha da frente de forma a conseguirem encontrar novos patamares que os possa levar aos sucesso em termos de marketing. Por isso, mostramos-lhe a seguir 10 tendências que acreditamos serem úteis para as pequenas empresas aproveitarem nos próximos anos. Ou seja, vamos descrever e tentar aprofundar mais o temas sobre essas tendências e como elas poderão beneficiar a sua empresa.

 

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing 1

 

1 – Conteúdo autêntico, útil e longo

No marketing de conteúdo, a tendência tem sido a criação de conteúdo de carácter educacional num formato longo e que tenha como principal objetivo ajudar os utilizadores em vez de tentar-lhes vender seja o que for. De facto, esta é uma tendência que irá continuar a existir nos próximos anos, claro que com algumas evoluções como a atualização do Google no que diz respeito ao conteúdo que ele considera útil. Basicamente, o conteúdo que terá um melhor desempenho é aquele que conseguir responder completamente às perguntas das pessoas para que elas consigam tomar decisões acertadas em determinadas circunstâncias.

A melhor maneira para o conseguir é partilhar artigos sobre os temas que sejam do interesse dos seus clientes. Isso certamente irá aumentar o reconhecimento da marca e a fidelidade dos seus clientes. Ou seja, irá aumentar a confiança porque irá mostrar-lhes que se preocupa com mais coisas do que com apenas a venda dos produtos ou serviços. Isto, independentemente de o seu conteúdo ser criado sob a forma de um post nas redes sociais, um blog ou uma newsletter enviada por e-mail. O ideal é conseguir garantir um equilíbrio entre os destaques que faz aos seus produtos e os conselhos valiosos que oferece aos seus clientes. O marketing de conteúdo que seja autêntico e que tenha um formato longo é uma ótima maneira de conseguir aumentar o interesse e o envolvimento com o seu público-alvo.

 

2 – Conteúdo em vídeos curtos

Apesar de o conteúdo educacional num formato texto longo continuar a ser importante para blogs e podcasts, o conteúdo em vídeo num formato curto tornou-se cada vez mais popular. Sobretudo graças à ascensão da rede social TikTok e do Instagram Reels. Na verdade, os utilizadores estão cada vez mais interessados em pequenos vídeos de carácter informativo ou divertido. As marcas podem e devem utilizar esta tendência para poderem comunicar com o seu público de maneira rápida e eficaz, destacando-se da sua concorrência.

Cada vez mais, a atenção dos utilizadores é atraída em simultâneo para várias direções, e por isso é normal que os seus períodos de atenção diminuam. É importante que o conteúdo de vídeo curto seja suficientemente inteligente pode conseguir transmitir a mensagem de uma marca em poucos segundos. Para conseguir atingir um público maior, utilize conteúdo com um formato maior porque é mais adequado aos utilizadores que querem aprofundar os seus conhecimentos. Por outro lado, crie conteúdo em vídeos curtos para atingir os utilizadores que apenas estão a tentar matar o tempo.

 

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing 2

 

3 – Chatbots e Inteligência Artificial

Tanto os “Chatbots” como a Inteligência Artificial aplicada aos sistemas de conversações mais recentes irão continuar a aparecer no mercado e a tornar-se cada vez mais acessíveis para todo o tipo de organizações. De facto, são ferramentas que conseguem responder às perguntas mais básicas que fazem os clientes e estão disponíveis a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo que a equipa de suporte esteja focada em tarefas diferentes.

O aparecimento do sistema de Inteligência Artificial chamado ChatGPT, mostra claramente que acabou de surgir uma nova era do marketing digital orientado pela IA. O mais provável é que as mais pequenas empresas com menos recursos aproveitem esta ferramenta bastante acessível para conseguirem gerar conteúdo eficaz de marketing ou então melhorarem a sua relação com os seus clientes.

De fato, os Chatbots com recursos à inteligência artificial podem ser utilizados ​​para prestar suporte aos clientes, melhorando drasticamente a estratégia de contacto porque recorrem a mensagens relativamente controladas. Ou seja, os Chatbots tornaram-se tão realistas que muitos clientes nem conseguem perceber a diferença. Basicamente, oferecendo à organização a possibilidade de conseguir recolher, analisar e fornecer dados importantes para melhorar a relação e a experiência com os seus clientes.

De acordo com um relatório do “State of Conversational Marketing”, quase 42% dos consumidores utilizam a Inteligência Aartificial tradicional e os sistemas de chatbots para realizarem as suas compras online. No entanto, a maioria dos gestores das pequenas empresas indicaram que ainda não utilizavam essa tecnologia. No entanto, o relatório confirma que clientes respondem normalmente de forma positiva à utilização dos chatbots com sistemas de inteligência artificial. Basicamente por que são sistemas autónomos que podem fornecer respostas rápidas 24 horas por dia, 7 dias por semana.

 

4 – Pesquisas com recurso à voz

Com a proliferação dos equipamentos móveis e dos serviços de voz como a Cortana da Microsoft e o Google Assistant da Google, as pesquisas por voz são uma das áreas em que as pequenas empresas se podem destacar entre as suas concorrentes. Se a sua empresa estiver online, saiba que existe uma grande probabilidade crescente de as pessoas conseguirem encontrar o seu site ou os seus produtos e serviços com recorrendo às pesquisas por voz.

Quem já tem uns anos no mundo da tecnologia como nós aqui no Informatico.pt lembra-se de certeza dos primeiros anos em que nos tivemos de adaptar à crescente utilização dos equipamentos móveis. Atualmente, segundo os dados recentes da Google, as pesquisas recorrendo a equipamentos móveis representam mais de 50% de todas as pesquisas realizadas mundialmente. Isso significa que os profissionais da área do marketing têm de começar a adaptar-se a esta tendência crescente das pesquisas por voz, que atualmente representam 20% das pesquisas móveis. Aliás, espera-se que este tipo de utilização continue a crescer da mesma forma que vão aparecendo cada vez mais inovações para equipamentos móveis.

Felizmente existe uma técnica simples que pode começar já a utilizar e que passa por fornecer as respostas adequadas às perguntas que os clientes costumam fazer sobre no seu site sobre o seu produto ou o seu serviço. Recomendamos que seja mais detalhado possivel nas suas respostas, mas, ao mesmo tempo, simples e claro. Ou seja, com os equipamentos controlados por voz a ganhar cada vez mais popularidade entre os utilizadores, foque a sua estratégia no conteúdo que seja capaz de conseguir responder às perguntas mais comuns dos seis consumidores relativamente aos seus produtos ou serviços.

 

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing 3

 

5 – Análise de dados e insights

A maioria das grandes marcas considera uma prioridade a análise dos seus dados, no entanto, os profissionais de marketing ainda precisam de precorrer um longo caminho para conseguirem optimizar a 100% as suas estratégias. Ou seja, os profissionais de marketing precisam de prender a utilizar melhor os dados que as organizações recolhem dos seus utilizadores.

De facto, os clientes fornecem constantemente informações pessoais à maioria das empresas com quem interagem. Podem ser simples comportamentos de compra até dados sobre os produtos favoritos dos clientes da organização. O objetivo principal será descobrir as melhores formas de conseguir mais clientes através da implementação das melhores estratégias de publicidade e marketing.

No entanto, lembramos que ao partilharem este tipo de dados, os clientes esperam por algum tipo de retorno, seja através de anúncios mais personalizados ou então de cupons de desconto, ou ofertas específicas de produtos e serviços. Resumindo, os profissionais de marketing têm de fazer mais do que apenas recolher os dados dos clientes. Ou seja, os dados devem ser relevantes e as organizações têm de os saber utilizar corretamente para melhorarem as suas campanhas de marketing.

Atualmente a tendência gira em volta dos dados preditivos que são um conjunto de dados mais inteligentes, escaláveis ​​e flexíveis. Utiliza-se a capacidade da computação para se fazerem análises mais rápidas e sistemas híbridos que combinam as soluções locais com as da nuvem para resultados mais eficazes. Também se nota uma crescente utilização de soluções baseadas em sistema de aprendizagem de máquina (machine learning) que incluem análises de dados, projeções de decisões, visualização de dados e automação.

De facto, a análise de dados pode oferecer às organizações informações extremamente valiosas sobre o comportamento dos seus consumidores que incluem, por exemplo, as suas intenções de compra. Por isso é muito importante aproveite todas as informações que conseguir recolher de forma legal dos utilizadores que visitarem o seu site. Lembre-se de criar e respeitar sempre as políticas de proteção de dados regulamentadas pela norma europeia RGPD.

 

6 – Marketing nas redes sociais

É do senso comum que as plataformas das redes sociais são canais extremamente importantes para os profissionais de marketing digital. As redes sociais contam atualmente mais de 4,26 Biliões de utilizadores em todo o mundo. Prevê-se que até 2027 esse número ultrapasse os 6 Biliões de utilizadores registados e ativos. Isso faz com que as redes sociais continuem a ter um grande poder nos negócios e isso acaba por justificar todos os esforços em termos de marketing digital.

No entanto, as redes sociais também evoluem ao longo do tempo e umas acabam por desaparecer e outras por surgir com novos tipos de conteúdo e novas funcionalidades. Por isso é importante que as marcas se consigam adaptar a este cenário de evolução continua. Devem conseguir melhorar o relacionamento com o seu público mantendo sempre o envolvimento com o mesmo. Isso significa que é necessário estar atento a este ambiente social virtual para manter uma relação duradoura com os seus utilizadores e perceber os movimentos dos seus concorrentes.

Basicamente, as marcas devem aproveitar-se das vantagens das ferramentas das redes sociais que conseguirem simplificar os seus processos internos de produção de conteúdos relacionados com o marketing digital. Relativamente aos influenciadores das redes sociais, irá continuar a existir uma tendência crescente no aparecimento de novos micro influenciadores. Basicamente são influenciadores “normais”, mas com um foco específico num determinado assunto ou nicho de mercado.

Alguns estudos de opinião indicam que os clientes valorizam o facto de conseguirem comunicar com as marcas nas suas redes sociais preferidas. Este princípio aplica-se para melhorar a visibilidade da marca, com base na sua criatividade e no interesse genuíno dos seus clientes e nas ligações com os seus seguidores para conseguirem um desenvolvimento consistente da sua experiência e das suas habilidades no setor onde operam.

 

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing 4

 

7 – Novas tecnologias “DeFi”

No comércio online, as tendências estão suportadas pela Web3 onde as empresas utilizam, por exemplo, tecnologias como a “DeFi” para conseguirem melhorar o seu desempenho. Basicamente a “DeFi” é o nome dado ao conjunto de serviços e produtos financeiros, como empréstimos, transferências e sistemas de pagamentos, que acontecem numa blockchain e que é uma espécie de base de dados descentralizada e imutável. Normalmente, estas soluções não são controladas por intermediários, como bancos ou outras instituições financeiras.

Ou seja, a tecnologia “DeFi” está relacionada com finanças descentralizadas e utiliza o sistema blockchain, das criptomoedas e tokens (NFTs). Apesar de nos últimos tempos essas tecnologias tenham sofrido pequenos contratempos, não nos parece que seja algo que irá desaparecer. Aliás, à medida que vão surgindo mais casos relacionados com a tecnologia “DeFi” mais pessoas começaram a adotar esta ferramenta.

As tecnologias como a partilha por “ledger P2P” tornam os negócios mais rápidos, baratos, seguros e transparentes. A blockchain permite a criação de contratos inteligentes que verificam, garantem e impõem transações. Os NFTs são mais do que apenas itens de arte, porque têm aplicações no controlo e gestão da cadeia de suprimentos. Por isso, procure estas tecnologias para as poder incorporar na sua organização. Só assim é que conseguirá superar os desafios da cadeia de suprimentos que na história recente tanto atormentam a economia.

 

8 – Utilização do metaverso

O metaverso é uma tecnologia futurística, mas muito atual que inclui a realidade virtual (VR), realidade aumentada (AR) e inteligência artificial (IA). Representa para os utilizadores uma nova experiência imersiva em 3D que muitas vezes os faz confundir o mundo físico com o mundo digital. Apesar de a tecnologia metaverso andar a lutar para se impor, julgamos que ainda não o conseguiu completamente. No entanto, espera-se uma crescente adoção deste tipo de ferramentas à medida que a tecnologia vai melhorando e as empresas se vão ajustando às expectativas dos utilizadores.

Alguns exemplos da utilização do metaverso são os anúncios interativos como os da NASCAR na plataforma de jogos interativos Roblox. Os utilizadores podem criar os seus próprios avatares o que lhes permite obter uma sensação de novas experiências virtuais. Esta inovação foi a responsável pelo novo termo da indústria de marketing que se chama “gamevertising”, onde os profissionais de marketing e as marcas utilizam os jogos para conseguirem anunciar os seus produtos e serviços.

Nesta selva do comércio online, as marcas utilizam tecnologias como a realidade aumentada para conseguirem criar novas experiências de compra. Os clientes, utilizando os seus avatares, conseguem experimentar roupas virtualmente, sentar-se em cadeiras, aceder a determinadas áreas geográficas e muito mais.

No informatico.pt consideramos que o metaverso será uma das tendências de marketing mais importantes para os próximos tempos, apesar de ainda estarmos muito no início. É uma tecnologia que minimiza as fronteiras entre o mundo físico e o mundo virtual, criando novos modelos de negócios recorrendo aos avatares (D2A).

 

9 – Um futuro sem cookies

Segundo as últimas notícias, o Google adiou para 2024 os seus planos para uma internet “sem cookies”, mas acreditamos que esse futuro está mais próximo que aquilo que julgamos. Basicamente, o Google está a planear o lançamento de um recurso de rastreamento em que não são utilizados os ficheiros cookies. Agendou a utilização dessa tecnologia no próximo ano, mas certamente que irá começar a fazer alguns testes iniciais já este ano. Na verdade, a Google tenta atualmente equilibrar as necessidades dos seus utilizadores, das empresas que publicam anúncios e dos editores para conseguir desenvolver um novo sistema de rastreamento sem que seja necessária a utilização de cookies. Pode acreditar que não é uma tarefa fácil e que vai criar alguns contratempos a todos o que estiverem envolvidos no processo.

Mas afinal de contas como é que isso pode afetar os utilizadores, as empresas e os profissionais de marketing? As organizações prudentes devem manter-se atentas a este futuro próximo onde os cookies darão lugar a outras alternativas. Sobretudo por causa do aumento com as preocupações relacionadas com a privacidade dos clientes regulada pelos sistemas GDPR. Ou seja, para as organizações conseguirem aproveitar ao máximo as suas campanhas publicitárias, deverão começar a pensar em implementarem ferramentas alternativas que não utilizem os tradicionais cookies.

 

13 tendências tecnológicas que vão influenciar o marketing 5

 

10 – Diversidade, equidade e inclusão

Diversas empresas nos últimos anos têm-se debruçado sobre as suas políticas de diversidade, equidade e inclusão (DE&I). Sobretudo naquilo que se refere à sua força de trabalho interna e às suas práticas de recrutamento. Pode até parecer-lhe uma coisa pouco importante, mas acredite que o DE&I também se irá tornar extremamente importante na estratégica do marketing digital. Basicamente porque a maioria dos utilizadores prefere as campanhas de marketing e anúncios que refletem a diversidade do mundo ao seu redor. Por isso, é importante que as organizações tenham em conta a DE&I sempre que precisam de novas imagens e mensagens para criarem as suas campanhas de marketing.

Na verdade, as marcas que incluem diversas pessoas na estratégia de marketing tendem a conseguir melhores resultados de vendas em todas as áreas demográficas. Exemplo disso foi um estudo da Adobe que mostrou que 61% dos consumidores consideraram importante a diversidade em marketing e publicidade. Aliás, cerca de 38% dos utilizadores estavam mais propensos a patrocinar marcas que realizavam diversas campanhas de marketing do que aquelas marcas que não o faziam. Podemos concluir que esta nova geração Z é mais adepta da diversidade racial e de género quando se fala em marketing e espera que as marcas se envolvam em discussões sobre a equidade social. A nossa sugestão é que tenha isso em consideração porque essa tendência têm um grande poder de envolvimento do seu público alvo.

 

11 – ChatGPT e ferramentas semelhantes

O ChatGPT é uma ferramenta de inteligência artificial que se tornou, no final do ano passado, bastante popular tanto nas redes sociais como nos meios de comunicação em geral. É uma tecnologia que resultou de um treino intensivo de sistemas de informação recorrendo a uma quantidade imensa dados e que por isso consegue resolver qualquer tipo de problemas. Quer sejam problemas de programação, falar sobre dilemas éticos, sobre saúde, ou até mesmo escrever textos com conteúdo de marketing.

É uma ferramenta que apesar de não estar totalmente disponível em Português de Portugal, porque tem algumas palavras em Português do Brasil, consegue fornecer-nos informação útil em vários domínios diferentes. Além disso, é de acesso gratuito, apesar de ser um pouco instável devido à enorme capacidade de computação que é necessária.

No informatico.pt, acreditamos que muito brevemente venham a surgir novas ferramentas semelhantes ao ChatGPT. Aliás já existem algumas ferramentas amadoras ou para diversão como o CatGPT onde podemos responder a um gato e que foram criadas numa questão de dias.

 

12 – Marketing em comunidades fechadas

À semelhança do que acontece no estrangeiro também em Portugal tem sido frequente, os grandes especialista em marketing digital, começarem a criar comunidades fechadas onde tem de se pagar para ser membro. Só assim é que conseguirá ter acesso exclusivo a um grupo de profissionais onde se podem discutir e ter informação exclusiva sobre as várias técnicas do marketing digital. Isso acontece, por um lado para se preservar o conhecimento e torna-lo mais restrito a quem realmente está interessado, e por outro para se disponibilizar a informação apenas a quem a irá utilizar de forma eficiente.

Na verdade, esta é uma tendência que está a crescer em Portugal, seja através de um único pagamento quer através de uma subscrições mensal ou anual. Apesar de isto não ser apenas uma tendência do marketing digital porque existem já alguns grupos de apostas desportivas em casas de apostas como a Betdaq que utilizam este modelo para conseguirem planear melhor os seus palpites. Apesar de ser um nicho diferente, nestas comunidades fechadas, tudo gira à volta de tecnologias digitais.

 

13 – Tarefas mais automáticas

Acreditamos que nos próximos tempos a indústria do marketing irá encontrar formas de conseguir automatizar algumas das suas tarefas mais rotineiras. Claro que a programação dessas tarefas ficará a cargo dos profissionais experientes e depois irão ser executadas pelos sistema autónomos “robots”. Mas não se preocupe porque ainda não é desta vez que irá ser substituído pela maquinas. Pode continuar a ler os artigos escritos por humanos e para isso basta continuar a clicar aqui para se conseguir manter informado.

Mas já existe essa possibilidade utilizando por exemplo uma das ferramentas que já mencionadas neste artigo chamada ChatGPT e que permite escrever textos otimizados para SEO com determinadas palavras. Ou seja, parte da tendência que referimos anteriormente acaba por já ser possível concretizar.

Além disso, em termos de redes sociais, análises e estratégia, acreditamos que as ferramentas se irão tornar cada vez mais automáticas obedecendo aos parâmetros que lhes sejam fornecidos.

 

Que importância tem a tecnologia no marketing?

Neste artigo mostramos algumas tendências que nos parecem influenciar o marketing durante os próximos anos. No entanto, isso não significa que tenha que abandonar imediatamente o que está a fazer e começar a utilizar tecnologias diferentes e mais avançadas para conseguir melhorar os seus negócios.

Na verdade, com o aparecimento destas novas tecnologias, mantêm-se os princípios básicos de divulgação e construção das marcas, apesar de tudo o que têm dito nos últimos 10 ou 15 anos. O que tem vindo a fazer a tecnologia é apenas suportar e ampliar aquilo que os responsáveis pelo marketing sempre fizeram. Apesar do aparecimento de novas ferramentas de marketing cada vez mais sofisticadas, o marketing do boca a boca ainda continua a ser muito importante. Há décadas atrás, os consumidores perguntavam a um amigo qual era o melhor restaurante para almoçarem bem. A diferença é que agora as pessoas conseguem perguntar a todos os amigos. Basta para isso fazerem uma pesquisa rápida pela Internet e ler algumas críticas sobre os restaurantes da sua região.

Resumindo, as mudanças na tecnologia não alteraram os conceitos básicos do marketing, mas o aparecimento de novas tecnologias ampliou a capacidade de se conseguir atingir o sucesso ou o fracasso. Antigamente, se um restaurante servisse um mau almoço a um cliente o máximo que podia acontecer era esse cliente insatisfeito dizer aos seus amigos para não irem a esse restaurante. Agora, se o cliente fizer um comentário negativo ou mesmo irritado numa plataforma de “reviews” isso irá certamente dissuadir centenas de clientes de procurarem o mesmo produto ou serviço.

O facto de conseguir compreender as novas ferramentas tecnológicas, irá beneficiar sem dúvida o seu negócio. Por outro lado, se não conseguir perceber como a tecnologia o pode ajudar, não adiantará acrescentar novas ferramentas à sua estratégia de marketing. Muitas empresas tornam-se completamente dependentes das melhores e mais recentes ferramentas de marketing.

Basicamente, é como quando observarmos as crianças a jogar futebol em que todos tentam ira à bola e ninguém está na defesa. Todos nós tentamos perseguir um novo objeto que seja brilhante. Mas, independentemente da tecnologia que comprar, se não souber como a deve utilizar corretamente, nunca irá conseguir ter uma vantagem competitiva no mercado.

O mais certo é não precisar de utilizar todas as tecnologias e tendências que descrevemos neste artigo. No entanto, ao adicionar um sistema de “Chatbot” ou ao utilizar conteúdo mais autêntico na sua estratégia de marketing atual pode conseguir levar a sua organização atingir um novo nível de envolvimento com os seus clientes e consequentemente um maior sucesso financeiro.

 

Que tecnologias implementar no marketing?

A decisão sobre qual tecnologia de marketing deve implementar na sua organização depende sobretudo das necessidades do seu negócio e daquilo que procuram e esperam de si os seus clientes. O melhor talvez seja não adotar logo uma nova tendência de marketing, especialmente se ainda não compreender completamente essa tecnologia. Nunca o deve fazer apenas porque conhece outras empresas que a começaram a utilizar.

Como avançamos cada vez mais rápido na direção de um mundo dominado pela tecnologia, as pequenas e médias empresas precisam de dar prioridade às tendências tecnológicas que melhor podem alavancar o crescimento dos seus negócios. Mas para o conseguirem, antes devem fazer-se algumas perguntas importantes. Primeiro deve identificar o público alvo e que lacunas existem no seu negócio. Depois devera tentar perceber se a tecnologia o ajudará a resolver esses problemas e se tem recursos suficientes para sustentar essa tecnologia a longo do tempo.

Fazer este ato de contrição é importante para conseguir perceber o que é melhor para o seu negócio. São perguntas que nos ajudam a garantir que não adotamos novas tendências de marketing que além de acabarem por ser desnecessárias ainda podem prejudicar mais o negócio porque não são de todo adequadas.

 

 

YouTube video

 

Considerações finais

Basicamente, o marketing consiste numa análise sobre as pessoas e como a sua organização se consegue ligar a elas. Mas, tal como acontece com a tecnologia e as pessoas, o marketing também está em constante mudança. Ao desenvolver e lançar as suas novas campanhas de marketing digital, considere sempre a adoção das novas tendências tecnológicas tendo como base os comportamentos humanos mais proeminentes. Ao construir uma campanha de marketing que utiliza as ferramentas mais recentes, o mais provável é que a sua marca consiga melhorar a relação com o seu público-alvo. No entanto, faça sempre tudo com peso e medida porque tal como dizia alguém muito sábio nunca se deve pôr a carroça à frente dos bois….

Os próximos anos prometem ser anos de enormes avanços na área do digital, especialmente na comunicação na forma como se pensa no marketing. Têm surgido nos últimos anos tecnologias diferenciadas, mas ainda vamos passar por desafios mais extraordinários sobretudo porque aparentemente a pandemia acabou. Voltaram as reuniões presenciais e as salas dos hotéis e os espaços públicos começaram a encher-se de “vida” com profissionais e curiosos do marketing e do setor da publicidade.

Reconhecemos que pode ser perigoso falarmos de tendências sobretudo porque elas podem mudar a qualquer momento. No entanto, acreditamos que existe algum consenso naquilo que descrevemos neste artigo sobre as tendências para os próximos anos. Se conhece mais alguma tendência tecnológica que possa ter impacto nas estratégias de marketing das organizações, deixe-nos por favor um comentário a seguir e teremos todo o gosto em acrescentá-la ao nosso artigo.

 

Picture of António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS: