Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

O que são Servidores Proxy – 8 coisas que deve saber

Os servidores proxy são utilizados muitas vezes pelos gestores para recolherem e compilarem muitos dados da internet e assim impulsionarem os seus negócios. Ou seja, os proxies são a ferramenta ideal para conseguirmos recolher da internet uma enorme quantidade de informação sem nos arriscarmos a sermos bloqueados ou banidos.

Neste artigo vamos responder a algumas das perguntas mais comuns sobre servidores proxy. Vamos explicar o que são servidores proxy, como funcionam, para que são utilizados e como podem ajudar os negócios. Vamos mostrar as melhores formas de utilizar um servidor proxy e responder a algumas perguntas relacionadas com a recolha de dados na internet.

 

O que são Servidores Proxy - 8 coisas que deve saber 1

1 – O que é um servidor proxy?

Basicamente, um servidor proxy é um sistema intermediário que está entre nós e o site que estamos a visitar. Quando não utilizamos um servidor proxy, os sites podem identificar-nos com base no protocolo de internet (IP). O nosso endereço IP indica ao site onde estamos localizados. É semelhante à nossa morada física, apesar de o endereço IP não ser tão específico.

Tal como o endereço físico está vinculado a um determinado local, também o endereço IP está vinculado a uma determinada ligação à Internet que existe num determinado local. A morada da nossa casa é diferente da morada do café onde gostamos de trabalhar. No entanto, apesar de utilizar o mesmo computador, o seu endereço IP será diferente quando trabalhar nesses dois diferentes locais.

Ao utilizar um proxy, acrescenta uma camada extra de segurança entre o seu equipamento e um site que está a visitar. Basta para isso que antes de aceder a qualquer site ative primeiro o seu servidor proxy. Isto porque, o servidor proxy irá oculta o seu verdadeiro endereço IP e mostrar um endereço IP diferente ao site que está a visitar. Os dados que pediu serão então enviados pelo site para o seu servidor proxy, que depois os envia para o seu equipamento.

 

2 – Para que serve um servidor proxy?

Apesar de parecer uma coisa irrelevante utilizar um endereço IP diferente do real é uma boa prática por vários motivos. Pode ser por razões relacionadas com a privacidade ou até mesmo para fazermos simples testes de software. De facto, os servidores proxy permitem-nos ter um maior controlo sobre a forma como utilizamos a Internet. Sobretudo no que está relacionado com a informação que os sites que visitamos recolhem sobre nós.

Mostramos-lhes a seguir alguns dos tipos mais populares de utilização de servidores proxy:

 

Garantir a Privacidade

Muito provavelmente já pesquisou alguma coisa no Google e depois recebeu vários anúncios relacionados com o mesmo assunto. Sim, tudo o que fazemos na internet pode ser controlado e registado. Apesar de não ser a única coisa que conseguem recolher do nosso equipamento, o endereço IP é a principal forma que os sites têm de nos rastrearem. A utilização de um servidor proxy irá impedir a maioria das atividades de recolha de informação, o que aumentará significativamente a nossa privacidade.

 

Aumentar a Segurança

Um servidor proxy é um buffer extra que encripta os nossos dados antes de os passar a um servidor da Internet. Consegue oferecer uma proteção extra aos nossos dados confidenciais e ajudar a mantê-los seguros contra utilizadores mal-intencionados. Se um hacker tentar aceder às suas informações, terá de passar primeiro pelo servidor proxy. Ou seja, o sistema proxy dificulta o acesso ao servidor onde os seus dados estão realmente guardados.

No entanto, essa melhoria na segurança depende muito do servidor proxy que escolhemos. Por isso é importante certificar-se de que confia no seu provedor de serviços proxy. Ao utilizar um servidor proxy de menor qualidade, isso pode ter o efeito oposto e comprometer a sua segurança.

 

Alterar a Localização

Os proxies conseguem libertar o acesso ao conteúdo bloqueado numa determinada localização, fazendo-se passar por alguém que está numa zona diferente. Pode precisar disso se estiver, por exemplo, a viajar e tiver de aceder a Internet do seu país de origem. Ou então pode utilizar um servidor proxy se estiver num país que censura o conteúdo da internet.

O sistema proxy também pode ser útil para tarefas mais comuns, como, por exemplo, as que são realizadas pelos informáticos. Consegue-se testar como um determinado software ou conteúdo aparece a alguém que o vai utilizar numa zona diferente do globo.

 

Melhorar a Velocidade

Se precisa de melhores velocidades no acesso à internet, os proxies podem ajudar de várias maneiras. Para os jogadores que participam em jogos de RPG, alguns milissegundos podem significar a diferença entre a vitória e a derrota. Utilizar um proxy, que esteja localizado próximo do servidor do jogo irá permitir uma ligação mais rápida.

De facto, é uma coisa que também funciona para outros tipos de servidores. Aliás, é um sistema ótimo para qualquer tipo de utilização em que a velocidade de acesso é um fator importante para o sucesso da tarefa que se está a realizar.

 

Compilar dados

A recolha e compilação de dados da Internet é uma das utilizações mais populares dos servidores proxy. Abordaremos isso mais detalhadamente neste artigo num capítulo mais adiante. A recolha e compilação de dados da internet é conhecida como “web scraping”. Basicamente, é um processo que utiliza um sistema automático “bot” para recolher dados que estão disponíveis online para posterior análise.

Este processo de recolha de dados é normalmente complicado e pode encontrar obstáculos, como o facto de ser bloqueado pelo site que tenta consultar. Os servidores proxy servem para evitar que sejamos banidos desses dites, fazendo com que a nossa atividade pareça mais normal e humana possível.

 

Compras Online

Os sistemas proxy podem ser utilizados ​​para monitorizarem sites que oferecem, por exemplo, edições limitadas ou vendas com descontos programados. Já lhe aconteceu estar à espera que um produto fosse colocado à venda num site, mas como a grande probabilidade de esgotar rapidamente era muito grande, acabou por não conseguir comprá-lo.

Nesse caso, pode utilizar um sistema automático “bot” para atualizar repetidamente o site e comprar automaticamente quando o produto estiver disponível. No entanto, esse sistema automático “bot” pode ser banido por estar constantemente a fazer o mesmo pedido ao site. Nesse caso, se utilizar um servidor proxy esse problema pode ser contornado porque ele alterna os seus endereços IP de cada vez que faz um pedido ao site. Ou seja, para o site os pedidos de atualização da página vêm de utilizadores completamente diferentes.

 

O que são Servidores Proxy - 8 coisas que deve saber 2

 

3 – Porque utilizar um servidor proxy?

Como já referimos acima, a recolha massiva de dados da internet é uma das utilizações mais popular dos sistemas proxy. Este processo envolve a utilização de um programa chamado “bot” para extrair dados que estão publicamente disponíveis num site. Depois esses dados são exportados para um formato legível para posterior análise.

Pode parecer uma coisa inútil, mas acredite que existem dezenas de possíveis utilizações para este tipo de processo de extração e tratamento de dados públicos disponíveis na internet. Mostramos-lhe a seguir alguns desses casos mais comuns:

 

Comparar preços

Perceber os preços de mercado é essencial para todos os intervenientes em compras online e não só. Quer seja um comerciante que precisa de verificar os preços dos seus concorrentes ou então um fabricante que quer determinar o melhor preço para um produto que precisa de pôr no mercado.

Não se trata de uma maratona, mas perceber as tendências dos preços coloca-nos em vantagem em relação à nossa concorrência, sobretudo, quando se trata de definir uma estratégia de preços. Os relatórios de análise de tendências de preços podem ser bastantes valiosos a longo prazo. É escusado esperar que as empresas de análise de dados publiquem esses dados porque provavelmente quando os publicarem já é tarde para se tomarem decisões.

Com este sistema de recolha de dados suportado por um servidor proxy pode recolher os seus próprios dados e definir as suas próprias estratégias com base em informações atualizadas em vez de utilizar dados obsoletos que podem já ter meses ou anos.

 

Aumentar as vendas

De acordo com um estudo recente, em média, são necessárias oito contactos com um produto ou serviço para se conseguir fazer uma venda. Muito provavelmente isto acontece porque esses mesmo produtos e serviços são apresentados a possíveis clientes que não t~em nenhum interesse em os comprar ou subscrever.

Claro que vender um produto ou serviço ao público certo é sempre muito mais fácil. Ao recolhermos, dados públicos de sites e plataformas de redes sociais, onde estão os nossos potenciais clientes, conseguimos perceber quais os que irão manifestar interesse no nosso produto ou serviço.

A análise e a avaliação do comportamento dos clientes é o processo de recolha de dados sobre aquilo que eles sentem em relação a vários aspetos do seu negócio. Este sistema mostra-nos qual é a emoção subjacente às avaliações dos nossos clientes. Utilizando estes dados, podemos perceber o que funciona e não funciona no nosso negócio. Ou seja, podemos decidir qual é a melhor estratégia a adotar no futuro porque ela irá ser apoiada em dados reais e atuais.

 

Monitorizar marcas

No informatico.pt, a reputação é o ativo mais valioso da nossa marca. Mantermo-nos atualizados sobre o que dizem da nossa marca ajuda-nos a garantir que a nossa reputação está sempre em primeiro lugar junto dos nossos clientes. A monitorização da marca é uma parte muito importante de uma boa estratégia de marketing. Entender como os nossos clientes se sentem em relação à nossa marca e aos nossos serviços permite-nos fazer pequenas correções. São úteis sobretudo para conseguirmos garantir que a empresa não começa a seguir uma direção que não queriamos.

Pode utilizar sistema de recolha de dados da internet ou, mais conhecido por “Web scraping”, para monitorizar a sua marca e que se diz online sobre ela, nomeadamente nas plataformas de redes sociais, sites de análise, blogs e fóruns.

A monitorização da marca também +e muito importante quando se trata do atendimento ao cliente. Na atual economia “sempre ativa”, os clientes esperam que as marcas respondam a reclamações ou perguntas quase imediatamente, independentemente de onde estejam. Ao responder aos seus clientes rapidamente, pode transformar um potencial cliente insatisfeito num embaixador da sua marca.

 

Melhorar o Marketing

Para que o marketing seja eficaz é necessário primeiro entender os nossos clientes e falarmos com eles numa linguagem que eles entendam. A utilização de estratégias de marketing com base na recolha de dados, são as mais eficazes porque estão perfeitamente adaptadas aos nossos clientes e os nossos negócios.

É recomendável utilizar este tipo de abordagem, em vez de seguir uma estratégia de marketing desenvolvida por um profissional de marketing que muita das vezes nem trabalha na nossa área de negócio. Isto porque, as decisões são tomadas com base em dados muito atuais e muito específicos do nosso negócio. A análise dos dados recolhidos fornece os indicadores necessários para conseguirmos atrair mais clientes.

 

Desenvolver produtos

O “web scraping” além de nos ajudar a entender melhor os nossos clientes e a comunicar com eles, também nos permite descobrir exatamente o que eles procuram. Porque temos de gastar tanto dinheiro a criar um produto e a convencer os clientes a comprá-lo se podemos simplesmente criar exatamente o produto que eles querem?

Se recolhermos na internet as palavras-chave e os comentários relacionados com os nossos produtos e o nosso setor, conseguimos descobrir exatamente o que as pessoas precisam. Basta para isso analisar todas as avaliações e reclamações dos clientes para que a equipa de design consiga criar ou melhorar um produto para satisfazer as reais necessidades dos seus clientes.

 

Analisar o mercado

Independentemente do setor em que está, pode sempre beneficiar da análise do mercado com a recolha e análise de dados da internet. Por exemplo, se tiver uma visão geral do mercado, poderá descobrir se uma determinada zona geográfica é boa ou não para o seu tipo de negócio. Depois disso, pode fazer uma análise à competição nesse local para determinar se o mercado justifica ou não o investimento.

Por exemplo, suponhamos que quer abrir um negócio que exige a contratação de funcionários com um conjunto de habilidades muito específicas. Nesse caso, o “web scraping” irá permitir realizar um estudo de viabilidade para perceber se nessa região há ou não talentos qualificados suficientes.

Os exemplos mais conhecidos da agregação de conteúdo são os sites de viagens que comparam os preços dos bilhetes de avião ou preços dos hotéis. No entanto, a agregação de conteúdo também é útil noutras áreas. Se precisar de se manter atualizado sobre um tópico específico, pode utilizar um “web scraper” para recolher e agrupar os dados de várias fontes num unico lugar. A agregação de conteúdo também é uma forma fácil de alimentar as máquinas de marketing de conteúdo.

 

Treinar e testar software

Se estiver a criar um software que utiliza um sistema de aprendizagem ou inteligência artificial, irá precisar de muitos dados para o conseguir treinar ou testar. Para o conseguir, pode, por exemplo, criar um sistema de recolha de informação da internet para encontrar os dados que precisa. De facto, além de ser mais barato do que comprar dados, também é mais relevante e atual.

Também pode utilizar o “web scraping” para executar testes funcionais à sua aplicação para perceber como se comportar quando começar a receber utilizadores reais. É muito útil para conseguir monitorizar o desempenho do seu software em diferentes variáveis.

 

O que são Servidores Proxy - 8 coisas que deve saber 3

 

4 – Como funciona um servidor de proxy?

Qualquer equipamento ou software na Internet enquadra-se normalmente numa das duas funções: cliente ou servidor. Um cliente é, por exemplo, o seu navegador da Web que entra em contacto com os servidores com pedidos de dados. Ou seja, ao visitar um site com o seu navegador, envia um pedido de informação ao servidor Web desse mesmo site.

Em seguida, os servidores respondem a esses pedidos dos clientes com os dados solicitados. Basicamente, por trás de cada site há um servidor ou grupo de servidores que trabalham para entregar as páginas do site ao nosso navegador. Esses pedidos e respostas são conhecidos como tráfego.

Sem um proxy online, o seu computador comunica-se diretamente com servidores web. Todos os sites que se comunicam com o seu navegador conseguem ver o seu computador e “falar” diretamente com ele. Por outras palavras, o seu endereço IP é do conhecimento público. Mas e se nos quisermos livrar de toda essa exposição pública?

Para isso precisamos de um servidor proxy que fica à frente do cliente, ou de uma rede de clientes para passar a lidar automaticamente com todo o seu tráfego. Basicamente, esse servidor proxy é outro computador ligado à Internet e ao seu computador que tem o seu próprio endereço IP. O seu computador comunica apenas com o proxy que encaminha todos os pedidos e respostas entre o seu computador e a Internet.

Ou seja, quando um servidor de um site da internet responde, o proxy passa essas informação para o seu computador. A maioria dos servidores proxy ocultam o nosso endereço IP para que os sites a que acedemos não saibam quem realmente somos. Ao ligarmo-nos a um proxy com um endereço IP num determinado local no mundo, conseguimos até “alterar” a nossa própria localização geográfica na internet.

 

5 – Quais os tipos de servidores proxy?

De facto, existem diversos tipos de redes proxy com diferentes características, configurações e vantagens e desvantagens. Na verdade, apesar de os sistemas proxy poderem ser definidos de várias maneiras, a maioria deles encaixa-se perfeitamente em mais do que um tipo de categoria. Alguns dos sistemas proxy que listamos a seguir são um pouco generalistas ou então altamente especializados. Como neste artigo pretendemos falar de tudo um pouco, vamos tentar defini-los todos.

 

Proxy Encaminhamento

Os proxies de encaminhamento são utilizados ​​para transmitir dados a grupos de utilizadores dentro de uma determinada rede interna. Quando os pedidos são enviados pelo remetente, o servidor proxy avalia os dados para decidir se deve ou não prosseguir e criar uma ligação com o endereço de destino.

 

Proxy Público

Os proxies públicos estão disponíveis para que qualquer pessoa consiga obter um endereço IP que oculte a sua identidade. Este proxy, apesar de ser mais barato e de fácil utilização, aumenta o risco de os utilizadores verem os seus dados violados.

 

Proxy Partilhado

Este tipo de proxy permite a vários utilizadores utilizarem o mesmo sistema para conseguirem obter o mesmo endereço IP que, na realidade, é partilhado entre todos.

 

Proxy Residencial

Este tipo de proxy fornece ao utilizador um endereço IP que pode ser rastreado até ao seu equipamento físico local, onde todos os seus pedidos são avaliados e redirecionados.

 

Proxy Anónimo

Os servidores proxy anónimos têm como objetivo, ocultar a nossa atividade na Internet avaliando e tratando os nossos pedidos enquanto ocultam a nossa identidade.

Existem alguns tipos de proxies mais seguros que realizam uma etapa adicional no processo de ocultação de identidade do utilizador. Conseguem-no através da exclusão das informações do utilizador antes que o proxy tente ligar-se ao site de destino.

 

Proxy Transparente

Os proxies transparentes são utilizados de forma oculta para os utilizadores. Ou seja, este tipo de proxy é útil para as organizações que precisam de implementar um proxy sem que os funcionários se apercebam que está a ser utilizado. Os proxies transparentes são mais vulneráveis ​​a determinadas ameaças de segurança, como ataques de negação de serviço por inundação SYN.

 

Proxy Distorcido

Os proxies distorcidos alteram o nosso endereço IP para ocultar a nossa identidade relativamente ao site de destino. Esta é uma boa solução para os utilizadores que precisam de manter a sua localização oculta enquanto navegam pela internet.

 

Proxy Data center

Este servidor proxy pode estar localizado fisicamente num data center onde os pedidos do utilizador são avaliados e redirecionados. Ou seja, não está associado a um servidor de Internet, mas sim a uma organização separada através de um data center.

 

Proxy Rotativo

Os proxies rotativos atribuem um endereço IP diferente a cada um dos seus utilizadores diferente do endereço IP do equipamento que se ligou a ele no passado.

 

Proxy Reverso

Em vez de estar a seguir ao equipamento do utilizador, o proxy reverso fica na frente dos servidores da internet. É utilizado para avaliar e direcionar os pedidos de um navegador para o servidor da Internet. O proxy recebe os pedidos do utilizador no limite da rede do servidor web e, em seguida, redireciona ao pedido que recebe a resposta do servidor original.

 

Proxy SSL

Um proxy SSL (secure sockets layer) encripta os dados enviados de ambos os lados, conseguindo uma melhor proteção. Estes proxies são a melhor solução para as organizações com maiores requisitos em termos de segurança.

 

Proxy TOR

Este proxy direciona os dados através de várias redes globais para ocultar o endereço do utilizador. Os dados são encriptados em várias camadas para uma maior proteção da privacidade. Quando os dados atingem o destino são desencriptados para revelar os dados originais. Semelhante a este proxy existe a versão I2P que é mais segura e eventualmente mais complexa e mais cara.

 

Proxy Sufixo

Com este sistema é acrescentado o nome do proxy ao endereço URL do conteúdo do pedido e é utilizado para contornar os filtros da internet, mas é um sistema que não oferece muita privacidade.

 

O que são Servidores Proxy - 8 coisas que deve saber 4

 

6 – Os servidores proxy são seguros?

Há semelhança de outras coisas também nos serviços Proxy recebemos aquilo porque pagamos. Ou seja, o proxy é tão bom quanto o provedor do serviço. Se escolher um provedor com um serviço de proxy gratuito, não confiável ou pouco ético, o melhor mesmo é nem se quer utilizar um proxy. Basicamente porque os seus problemas de desempenho o irá tornar praticamente inútil. Além disso, também pode estar a expor os seus equipamentos e consequentemente os seus dados a criminosos.

No entanto, se escolher um bom provedor de proxy, estará muito mais seguro do que se não utilizar um proxy. Os proxies de um provedor confiável protegem a sua identidade e os seus dados processando os seus pedidos com a maior das seguranças. Isso limita o número de servidores que têm acesso direto ao seu equipamento e à sua informação.

O importante é que seja cauteloso ao escolher um servidor proxy. Por isso mostramos-lhe a seguir alguns dos riscos mais comuns que pode evitar. Também pode confirmar quais são os potenciais benefícios que terá se seguir as boas práticas:

 

Servidor proxy gratuito

Como referimos, quando subscreve um serviço proxy, recebe apenas aquilo que pagar. Por isso, utilizar um dos muitos serviços proxy gratuitos pode ser bastante arriscado, mesmo os serviços que utilizam modelos de negócio com base em anúncios.

Os serviços gratuitos normalmente não investem muito em hardware de back-end ou em encriptação dos dados. Por isso o mais certo é ter problemas de desempenho e possíveis problemas de segurança relacionados com o acesso aos seus dados. Se encontrar um servidor proxy completamente “gratuito”, desconfie e tenha muito cuidado. Alguns deles querem apenas roubar os seus números de cartão de crédito.

 

Histórico de navegação

lembramos que o servidor proxy tem o seu endereço IP original e a informação sobre os seus pedidos à internet que muito provavelmente não estão encriptadas e são guardadas localmente. Certifique-se de verificar se o seu servidor proxy regista e guarda esses dados e que tipo de retenção ou políticas de proteção de dados eles seguem.

Se quer utilizar um servidor proxy para melhorar a sua privacidade, não adianta escolher um provedor que regista e vende os seus dados, porque assim não estará tirar partido do serviço que subscreveu.

 

Sem encriptação

Se utiliza um servidor proxy sem encriptação, então o melhor mesmo será não utilizar nenhum servidor proxy. Sem encriptação estará a enviar para a internet os seus pedidos como texto simples. Qualquer pessoa que esteja a controlar a rede pode extrair os nomes de utilizador, as senhas e as informações das suas contas com bastante facilidade. Certifique-se de que qualquer servidor proxy que utiliza tenha a capacidade de encriptação de dados de preferência com os mais sofisticados algoritmos militares que existem atualmente.

 

7 – Como escolher um provedor de proxy?

Por causa dos problemas de segurança que vimos no capítulo anterior e outras questões relacionadas com o desempenho e com o preço, deve ter em conta alguns pormenores que referimos a seguir. De facto, há vários fatores que devemos considerar sempre que pretendemos escolher um provedor de proxy. Mostramos-lhe a seguir alguns dos aspetos mais importantes que deve conhecer antes de contratar um serviço de proxy:

 

Volume e diversidade de IP

Procure um provedor de proxy com uma ampla variedade de locais e diversidade de sub-redes com blocos de endereços IP que podem ter três níveis, classes A, B e C. Se estiver a utilizar um proxy “data center”, a diversidade de sub-redes é importante porque há um risco maior de as sub-redes inteiras serem banidas quando um site proíbe um IP do “data center”. Se isso acontecer e o seu provedor de proxy não tiver sub-redes suficiente, todo o seu projeto de recolha de dados da internet pode ficar comprometido.

Para os casos em que o proxy é utilizado em geolocalização, é importante ter endereços IP que possam estar em vários países. Não poderá contornar bloqueios geográficos de um determinado país se o seu provedor de proxy não tiver um endereço IP nesse país. Além disso também é recomendável que o seu provedor de proxy tenha muitos endereços IP. Isso irá evitar que quando estiver no meio de um projeto de recolha de dados da internet, o seu proxy fique sem endereços IP livre e tenha de cancelar o seu projeto.

 

Largura de banda

Para “data center” e proxies de ISP estáticos, procure uma empresa que ofereça um serviço com uma largura de banda e ligações ilimitadas para que o sistema não fique lento. Com proxies IP residenciais, provavelmente terá que pagar pela largura de banda para proteger os seus endereços IP.

 

Atendimento ao Cliente

Como provavelmente já percebeu neste artigo, os serviços proxy podem ser complicados. Por isso não quer um provedor de proxy que o deixe sozinho sempre que é necessário resolver um problema. Para muitas das atuais empresas a recolha de dados é uma tarefa importante na gestão dos seus negócios. Em muitos casos, os dados de uma empresa são considerados até para se fazer a sua avaliação.

Os processos de recolha de dados ou “Web scraping” deixaram de ser apenas um projeto paralelo e passaram a ser um aspeto fundamental da estratégia de negócios das empresas. Quando, por alguma razão, o processo de extração de dados é desativado, as empresas consideram-no como uma falha tão grave como um software de produção.

Isto porque estes tempos de paragem se acesso à informação podem tornar-se caros para a organização. Por isso escolhem normalmente provedores proxy com experiência e equipas de suporte ao cliente capazes de colocarem novamente o serviço em funcionamento o mais rápido possível.

 

Substituição gratuita

Não importa qual é a razão pela qual está a utilizar um proxy, o mais provável ´r que mais tarde ou mais cedo seja banido de algum tipo de site ou serviço online. Mesmo se estiver a utilizar apenas um proxy para aumentar a segurança, provavelmente encontrará casos em que o endereço IP do seu proxy é banido. Se estiver a utilizar um endereço IPv4, isso pode acontecer porque o utilizador que o tinha antes de si, foi banido.

Certifique-se de que o seu provedor de proxy oferece pelo menos alguns endereços alternativos gratuitos para não ficar preso a um serviço proxy inútil. Sobretudo por causa de uma proibição que não foi ativada por sua culpa. Também é desejável que a substituição do IP seja automática para evitar o incómodo de ter de o substituir manualmente.

 

Padrões éticos

Apesar de todas as utilizações legítimas para a utilização dos serviços proxy, também existem muitas utilizações ilegítimas. Ou seja, existem muitos utilizadores mal-intencionados que querem utilizar as vantagens dos serviços proxy para fins maliciosos e ilegais. Além das implicações morais, estar associado a um provedor de um serviço proxy que não seja ético pode prejudicar a reputação da sua marca. Alguns provedores de proxy concedem o acesso ao seu sistema proxy a qualquer pessoa sem fazerem perguntas. Isso também pode expor a sua empresa a riscos de segurança se estiver a partilhar um proxy com utilizadores mal-intencionados.

Quando estiver a procurar por um provedor de proxy, não hesite em perguntar aos potenciais fornecedores como é que selecionam os seus clientes. Na verdade, nem devia ser necessário perguntar porque eles também o vão selecionar a si. Ou seja, se o provedor proxy não se importa com o motivo pelo qual queremos utilizar o seu serviço, então, provavelmente também não se importam com o motivo pelo qual as outras pessoas o subscrevem. Por isso, garanta que o seu provedor tenha um alto padrão de ética para que possa continuar a recolher os seus dados sem o risco de comprometer a sua segurança.

 

8 – Qual a diferença entre um proxy e uma VPN?

Sim, por vezes a Internet pode ser um lugar assustador com ataques quase constantes de “ransomware” e “botnets”. Quer sejam computadores de trabalho, equipamentos pessoais e até mesmo equipamentos domésticos inteligentes, como termostatos e intercomunicadores de bebés.

Se tal como nós no Informatico.pt também está preocupado com a segurança e já tem ou pensa configurar uma Rede Privada Virtual (VPN) ou um servidor proxy, estão este artigo irá certamente ajudá-lo. Mostramos-lhe a seguir a principais diferenças entre os dois sistema de segurança. Quais as vantagens e desvantagens de cada sistema e qual é o que deve escolher para o seu projeto ou organização.

 

Diferença entre um Proxy e uma VPN

Tanto as redes VPNs como os servidores proxy permitem-nos aumentar o grau de privacidade. Conseguimos aceder à Internet anonimamente porque estes serviços ocultam o nosso endereço IP dos sites que consultamos. Conseguem fazê-lo de várias maneiras e por isso é que diferem um do outro.

Um proxy funciona como um gateway ideal para funções básicas como navegação anónima na internet e gestão de restrições de conteúdo. Os servidores proxy são excelentes para se mascarar um endereço IP e o direcionamento incorreto, tornando-os ideais para aceder a conteúdo geograficamente limitado. Permitem aos utilizadores ignorarem as restrições e a monitorização de conteúdo que algumas organizações impõem aos seus funcionários.

Em contrapartida, um sistema VPN estabelece um túnel seguro entre um software cliente instalado no nosso computador e um servidor VPN, substituindo assim o roteamento do nosso provedor de internet local. As ligações VPN encriptam e protegem todo o tráfego da sua rede, não apenas os pacotes HTTP ou SOCKS do seu navegador como faz um servidor proxy.

As redes VPNs são ótimas quando precisamos, por exemplo, de utilizar a rede WIFI de um café ou hotel. No informatico.pt recomendamos sempre a utilização de um VPN quando se utilizam serviços WIFI públicos porque normalmente estão completamente desencriptados. Além de adicionar uma camada extra de privacidade à ligação, também não sabe que está ligado a essa rede. Lembre-se que essas redes são muitas vezes utilizadas por criminosos que não estão só a tomar um café, mas sim, à espera de alguma vítima para lhe roubarem os dados de acesso a um site ou os dígitos do cartão de crédito.

 

O que são Servidores Proxy - 8 coisas que deve saber 5

 

Desvantagens de um Proxy e uma VPN

Se estiver a utilizar um servidor proxy para mascarar a sua atividade na Internet, poderá ter problemas de desempenho que o impedem de aceder ou descarregar aquilo que precisa da internet. Os grandes tempos de ping e todo o outro tráfego que o servidor proxy tem de tratar, podem fazer com que as páginas da internet sejam carregadas muito lentamente. Por isso, alguns utilizadores pagam por um servidor proxy privado que limita o número de utilizadores que lhe acedem, agilizando assim as suas ligações.

Os proxies também são vulneráveis ​​a problemas de segurança como ataques, permitindo que os criminosos se infiltrem nas redes ou roubem os nossos dados privados. Alguns proxies também podem registar e guardar os nossos hábitos de navegação, ou então os nossos nomes de utilizador e passwords tornando nula a promessa de anonimato.

No entanto, as redes VPNs também podem ter problemas de desempenho, dependendo da proximidade do servidor VPN ao qual estamos ligados. As VPNs utilizam um cliente local para criar a ligação com o servidor VPN, portanto, qualquer problema no processador ou na memória do equipamento local irá comprometer a velocidade das ligações. Normalmente, as VPNs são mais caras, mais difíceis de utilizar e de manter, e mais complexas de gerir do que um servidor proxy.

Assim como os servidores proxy, as VPNs não podem garantir 100% o anonimato durante a navegação. Nenhum desses serviços consegue encriptar todo o tráfego até o servidor da internet. Uma VPN só garante uma ligação encriptada de ponta a ponta se utilizar o protocolo HTTPS ao aceder a uma nova página da internet. Os seus dados serão encriptados para a VPN, mas a partir desse ponto, eles podem ser desencriptados para o servidor da internet. Para alguns sites, isso pode ser irrelevante, por exemplo, para uma página da internet que seja apenas informativa sem opções de login ou pagamento. Mas para sites que exigem login ou pagamentos online, ou quaisquer dados confidenciais, verifique sempre se o site utiliza o protocolo HTTPS. Lembre-se, o S significa moderadamente mais seguro.

 

Vantagens de um Proxy e uma VPN

O maior argumento para utilizar uma VPN em vez de um proxy é a encriptação total de todo o tráfego que obtém com a VPN. Sim, nesse aspeto podemos considerar que uma VPN é mais segura do que um proxy, com um preço semelhante, claro. Os provedores de serviços VPN mantêm as suas próprias redes e utilizam os seus endereços IP para as suas ligações. Os principais provedores de VPN anunciam uma política sem registos de utilização, o que significa que não têm os nossos dados para fornecerem a ninguém com os nossos hábitos de navegação.

Se é proprietário de uma empresa de Informática e é responsável pela segurança dos dados de alguns utilizadores, há vantagens em ter ambos os sistemas VPN e Proxy. Para os utilizadores na rede, pode encaminhar o tráfego através de um servidor proxy para conseguir registar o tráfego para a internet, proteger a organização contra malware ou outros ataques e aplicar uma política de acesso a conteúdo.

Quando os utilizadores estiverem a trabalhar fora do escritório, deverá utilizar uma rede VPN para criar uma ligação segura e aceder os recursos da sua empresa como o servidor de e-mail, as pastas partilhadas, impressoras, etc.

 

Escolho um proxy ou uma VPN?

A privacidade e a segurança são cada vez mais importantes nos dias que correm, independentemente de serem os dados da sua empresa ou os seus próprios dados pessoais, têm de ser protegidos. Certifique-se de investir tempo e dinheiro nas ferramentas corretas para os seus objetivos de segurança. Tanto pode utilizar proxies como VPNs para adicionar uma camada extra de segurança e privacidade aos seus dados.

Se que permitir que a sua equipa trabalhe remotamente com acesso seguro aos recursos da empresa, configure e mantenha uma rede VPN. Se as suas preocupações são mais com os sites que os seus utilizadores acedem, então um servidor proxy é a ferramenta ideal.

Para obter o melhor retorno possível e conseguir proteger os seus dados como um técnico consciente da segurança, subscreva um serviço VPN conceituado. Na maioria das vezes, os serviços VPN permitem a utilização de servidores em diferentes locais para contornarmos as restrições de conteúdo. Se ocasionalmente precisar de utilizar um servidor proxy gratuito para esse fim, esteja sempre ciente dos riscos que está a correr.

Se está apenas a começar a implementar uma estratégia de segurança dos seus dados ao nível empresarial, há ameaças mais complexas que deve considerar. Relacionadas, por exemplo, com ataques APTs a contas privilegiadas. Já para não falar na velha e simples engenharia social que é tão perigosa para os seus dados como o facto de não encriptar as suas comunicações.

Lembre-se sempre que nem um servidor proxy nem uma rede VPN o conseguem proteger a 100% de todas as ameaças de segurança cibernética a que sua empresa está sujeita. Nenhum dos sistemas conseguirá impedir que um utilizado interno roube dados pessoais, nem impedir um ataque de ransomware.

 

YouTube video

 

Conclusão

Depois de ler este artigo tornou-se num especialista em proxies. Estamos a brincar, porque tudo é mais complexo que aquilo que indicamos neste artigo. Há milhares de pormenores e variáveis que têm de ser consideradas sempre que se pensa em implementar um sistema deste. Dependem sobretudo das características do sistema de informação que pretendemos proteger.

Mas, pelo menos terá uma compreensão mais completa dos sistemas proxy do que tinha quando começou a ler o artigo. Nesta era de big data, as empresas que não têm uma estratégia de dados corporativa perdem muitas oportunidades. A recolha de dados da internet ou o “Web scraping” e os proxies podem parecer difíceis de dominar, mas valem a pena o esforço. Com eles, as empresas beneficiam de informação estratégica que só pode ser obtida através da análise de enormes quantidades de dados.

Com um servidor proxy consegue controlar e monitorizar a utilização do seu serviço de internet por parte dos seus familiares ou funcionários. Pode poupar largura de banda e melhorar as velocidades das ligações. Mas uma das principais vantagens do servidores proxy é o facto de conseguirem melhorar a nossa privacidade.

Os servidores proxy acrescentam uma camada extra de segurança às nossas ligações à internet porque ocultam o nosso endereço IP mascarando-o com um endereço atribuído pelo próprio sistema proxy. Como os pedidos que realizamos à internet são encriptados, conseguimos garantir algum anonimato em relação aos nossos dados pessoais. Finalmente, com a utilização de um servidor proxy conseguimos ter acesso a recursos bloqueados, contornando as restrições impostas por empresas ou governos.

Se ficou com alguma dúvida ou pretende inserir algum tipo de informação neste artigo, deixe-nos por favor um comentário a seguir.

 

Tabela de conteúdo

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

ARTIGOS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

×