Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

6 mitos sobre os telemóveis chineses – Descubra a verdade

Os telemóveis chineses tornaram-se famosos sobretudo por serem muito baratos e terem um boa relação preço-qualidade. Por causa disso e das suas características técnicas é que muitas marcas tecnológicas chinesas têm conseguido inundar o mercado global.

Hoje em dia, é quase impossível falar sobre smartphones, sem citar algum produto fabricado na China.

O problema é que, com o aparecimento dos telemóveis chineses, também surgiram vários boatos que colocaram em dúvida a qualidade e a segurança desses produtos de tecnologia.

Perante isso, muitos dos nossos clientes nos perguntam se os telemóveis chineses são realmente confiáveis.

Para responder a essa dúvida, vamos tentar mostrar neste artigo a verdade por de trás dos mitos sobre telemóveis chineses e ainda dar algumas dicas para conseguir escolher um bom smartphone chinês.

 

6 mitos sobre os telemóveis chineses

Como qualquer mito, os boatos sobre os telemóveis chineses, também foram criados a partir da realidade.

De facto, muitas pessoas consideravam os produtos fabricados na China como tendo muito pouca qualidade.

Aliás, no passado, muitos produtos eram vistos como falsificações e, em alguns casos, até como produtos nocivos à saúde.

Com esta herança do passado, surgiram mitos e boatos que se têm perpetuado até hoje, especialmente no ramo da tecnologia.

Por causa de muitas destas informações pouco claras ou até mesmo falsas, muitas pessoas ainda acreditam que não vale a pena investir em telemóveis chineses.

O que muita gente ainda não entende é que, embora ainda existam muitas falsificações chinesas à venda na internet, o setor de inovação e tecnologia da China passou por transformações profundas nos últimos anos.

Nos últimos anos, marcas chinesas como Xiaomi e Huawei, provaram que conseguem desenvolver tecnologias avançadas para smartphones de alta qualidade.

Por isso, hoje em dia já é possível investir num bom smartphone chinês sem se preocupar com falsificações, qualidade, ou outros problemas.

Para tentarmos provar este ponto de vista, explicamos a seguir alguns dos falso mitos e, porque não deve acreditar em alguns deles, sobretudo nos relacionados com os telemóveis chineses.

6 mitos sobre os telemóveis chineses - Descubra a verdade 1

 

1- São produtos com pouca qualidade

Um dos principais mitos quando se fala num smartphone chinês está relacionado com a sua fraca qualidade.

Infelizmente, o histórico negativo dos produtos fabricados na China não é o único fator que contribui para este boato.

O preço mais baixo que os restantes fabricantes desse tipo de produtos é também um fator que contribui para esse mito.

Sim, o problema é que o preço dos telemóveis chineses é normalmente mais barato que o praticado por outras marcas, mesmo quando tem recursos parecidos.

Isso faz com que muitas pessoas acreditem que os produtos chineses são fabricados com componentes de qualidade inferior, por isso são telemóveis pouco confiáveis.

No entanto, é importante lembrar que as marcas chinesas têm uma política comercial bem diferente da maioria das marcas ocidentais.

Normalmente, adotam um sistema de tabelas de preços que representam margens de lucro muito baixas.

Com um preço inferior, conseguem atrair mais clientes e consequentemente vender mais. Além disso, a grande maioria das marcas chinesas, não vendem apenas smartphones.

É por isso que as empresas como a Xiaomi criaram sistemas que permitem a integração do nosso equipamento móvel com outras tecnologias. Assim, conseguem motivar o consumidor a investir noutros produtos da sua marca.

Mesmo assim, se desconfia da qualidade dos telemóveis chineses por causa do seu preço mais acessível, pode ficar tranquilo. O preço mais baixo nada tem a ver com a qualidade, mas sim com a política de vendas das marcas chinesas.

Lembre-se que a China é considerada em todo o mundo como um verdadeiro hotspot de tecnologia. Isso significa que, além de desenvolver novos recursos, ela é responsável por produzir componentes utilizados por diversas empresas ocidentais, como as conceituadas empresas americanas LG e Sony.

Portanto, se compra produtos de alguma dessas marcas, acredite, investe em peças chinesas.

 

2- São falsificações de marcas ocidentais

6 mitos sobre os telemóveis chineses - Descubra a verdade 2

 

Este é um dos mitos que também surgiu na sequência do histórico negativo dos produtos chineses.

Como alguns produtos chineses ficaram conhecidos por serem falsificados, muitos utilizadores continuam a acreditar que os telemóveis chineses também são cópias baratas de smartphones desenvolvidos por empresas ocidentais.

Ou seja, para essas pessoas, as marcas chinesas não investem em inovação nem conseguem desenvolverem a sua própria tecnologia. Além de injusta, é uma ideia completamente errada.

Em primeiro lugar, é importante entender que tal como noutros mercados, o mundo da tecnologia funciona na base das patentes.

Uma empresa desenvolve a tecnologia inovadora e regista a patente. No entanto, uma segunda empresa pode utilizar essa mesma tecnologia desde que compre a patente. Por isso, o facto de uma Empresa ter registado uma patente não quer dizer que tenha a total exclusividade na utilização de uma determinada tecnologia.

Além disso, não há segredos relativamente aos conceitos e aos materiais básicos que se utilizam na fabricação de produtos de tecnologia.

Por esse motivo, além de comprar as patentes, as marcas também podem utilizar esse conhecimento industrial e fabricar os seus próprios produtos tecnológicos.

A Xiaomi, por exemplo, desenvolveu o seu próprio sistema de refrigeração de telemóveis, o conhecido Loop LiquidCool.

O seu desenvolvimento foi inspirado em soluções utilizadas na indústria aeroespacial. Além disso, também desenvolveu os seus próprios processadores.

Mas se é para falar de inovação, lembramos que cerca de 70% dos telemóveis com tecnologia 5G estão na China. Aliás, neste momento, é o país que lidera mundialmente o mercado.

Portanto, mesmo que continuem a existir algumas exceções, nem todos os telemóveis chineses são cópias contrafeitas. Aliás, existem diversas marcas de origem chinesa que continuadamente investem na sua própria tecnologia.

 

3- Têm um design desagradável

Muitas pessoas criticam os smartphones chineses porque consideram que têm um design descuidado e desagradável. Acreditam que a aparência desses equipamentos podia ser melhor e que, além disso, podiam ser mais funcionais.

O problema é que as pessoas que acreditam nisso não conhecem realmente o mercado de smartphones chinês.

Sim, reconhecemos que existem alguns modelos fracos em termos de design, mas infelizmente é um problema por que passam todas as marcas.

Se pensarmos bem, a maioria das marcas que conhecemos, em alguma altura, já fabricaram pelo menos um smartphone que nem era bonito, nem prático de utilizar.

Mas isso não quer dizer que essas empresas não desenvolvem também dispositivos móveis com design avançado e muito fáceis de utilizar. De facto, é uma linha de raciocínio que também podemos aplicar às empresas chinesas.

O mais importante é procurarmos os modelos de uma determinada marca que tenham a melhor ergonomia e o melhor design de acordo com a nossos gostos. Como se costuma dizer, gostos não se discutem, cada um tem os seus.

 

4- Vêm com poucas opções de personalização

Como sabemos, os mais diferentes modelos de telemóveis utilizam o mesmo sistema operativo Android. Porém, tanto a interface, como os recursos, as ferramentas, o tempo de resposta, e outras características, variam de acordo com a marca e o modelo do equipamento.

Isso acontece porque as empresas podem alterar a interface original do Android para assim conseguirem disponibilizar as funções que desenharam para cada um dos seus equipamentos.

Por outras palavras, podemos chamar a essa capacidade de alteração como sendo a camada de personalização que um telemóvel pode ter.

Assim, podemos dizer que ao modificarem essas camadas, as marcas conseguem personalizar o smartphone e adicionarem alguns elementos que as identificam como o fabricante.

Cada vez mais as marcas de telemóveis desenvolvem sistemas operativos personalizados, talvez para se conseguirem distinguir da concorrência.

A Samsung, por exemplo, desenvolveu o sistema One UI, e a Motorola, o sistema MyUX. Por isso, não se admire se pesquisar sobre as características técnicas dos equipamentos dessas marcas, e encontra expressões como:

Sistema operativo: “Android 12 Samsung One UI 4.0” ou “Android 12 MyUX”

O problema é que existem consumidores que continuam a acusar as marcas chinesas de terem muito pouca personalização nos seus equipamentos.

Ou seja, segundo eles, os telemóveis chineses não vêm com um sistema Android suficientemente personalizado. Não trazem inovações relevantes por isso, são inferiores a outras marcas.

No entanto, isso não passa de mais um mito porque, desde há muito tempo que as marcas chinesas se tornaram campeãs em atualizações ao sistema operativo Android.

A Xiaomi, por exemplo, conta com uma camada de personalização para Android chamada MIUI que é um sistema operativo totalmente customizado.

Simplesmente foi concebido para integrar as próprias aplicações da Xiaomi. É um sistema que vem com a sua própria opção de backup, é muito fluido e possui atualizações contínuas.

Sim, à semelhança das outras marcas, as marcas chinesas também fazem alterações ao sistema operativo dos seus telemóveis. Como, por exemplo, a marca Huawei com a sua camada EMUI e a marca OnePlus com o seu sistema ColorOs.

 

5- As marcas chinesas espiam os utilizadores

6 mitos sobre os telemóveis chineses - Descubra a verdade 3

 

Será mesmo verdade que os telemóveis chineses espiam os dados dos seus utilizadores? Bom, reconhecemos que este é um boato muito difícil de conseguir confirmar ou de negar.

O problema é que existem muitas questões políticas por trás deste boato. A principal delas é a competição entre os Estados Unidos e a China, cujo principal pilar é a tecnologia.

Afinal, historicamente, quem domina a tecnologia, domina o mundo e com isso torna-se mais influente. Por isso, os chineses têm investido fortemente em inovação e tecnologia e já possuem planos a longo prazo nesse sentido.

No entanto, os EUA acreditam que a China está disposta a praticar espionagem industrial ou a roubar propriedade intelectual para alcançar esse objetivo.

Por isso, algumas das melhores empresas chinesas como a Huawei e a ZTE foram banidas do solo americano durante o Governo de Trump, decisão mantida por Biden.

A polémica estourou aquando da divulgação de um relatório produzido pelo Centro Nacional de Cibersegurança da Lituânia (NCSC, na sigla em inglês).

O relatório acusa três modelos de telemóveis chineses (o Mi 10T 5G da Xiaomi, o P40 5G da Huawei, e o 8T 5G da One Plus) de apresentarem problemas de segurança.

Dentre esses problemas, destaca-se o envio não autorizado de dados encriptados para a sede da Xiaomi e o download de programas potencialmente maliciosos. É claro que as empresas negam esses problemas.

Nestes casos, também podem existir influência relacionadas com conflitos diplomáticos. Em agosto de 2021, a Lituânia sofreu sanções económicas da China após abrir uma nova embaixada em Taiwan.

Por coincidência ou não, o relatório que acusava as marcas chinesas de espionagem foi divulgado um mês depois da imposição das sanções por parte da China.

De facto, no meio desta troca de acusações e deste jogo político, o consumidor acaba por ficar perdido, sem saber em quem acreditar. Afinal, como dissemos anteriormente, não há forma de saber a verdade. +

Serão as críticas realmente verdadeiras? Ou fazem parte da competição pelo poder e são apenas uma forma de retaliação diplomática?

Na dúvida, o mais sensato é pesquisar pela reputação do modelo de telemóvel chinês que pensa comprar. Além disso, mostramos-lhe a seguir algumas dicas de segurança que pode utilizar para se tentar proteger desta guerra de informação e desinformação:

 

Dicas para evitar a espionagem em telemóveis chineses

 

Como os consumidores não sabem ao certo em quem confiar, é melhor adotar medidas de segurança de forma a conseguir dificultar ao máximo a vida aos espiões.

Para isso, comece por lidar com os telemóveis chineses da mesma forma que trataria os smartphones de outras marcas:

Desative a opção que recolhe e envia dados para a fabricante tanto do telemóvel como das aplicações que eventualmente tem instaladas.

Basta aceder à opção de Configurações, procurar por Privacidade e Segurança e depois Permissões de aplicações.

Em seguida verifique quais as aplicações, especialmente as redes sociais, que estão a recolher os seus dados, mesmo quando não são utilizadas. Finalmente basta desativar essas opções para deixarem de ser recolhidos e enviados dados sem o seu consentimento.

Dê preferência aos navegadores que não são da empresa fabricante do seu equipamento, como, por exemplo, o Google Chrome, Firefox, Opera, entre outros. Mas lembre-se que até mesmo esses navegadores, o podem espionar.

A questão é que os navegadores desenvolvidos pelas empresas fabricantes de telemóveis normalmente estão mais suscetíveis a ataques cibernéticos e programas maliciosos.

 

6- É difícil comprar telemóveis chineses

6 mitos sobre os telemóveis chineses - Descubra a verdade 4

 

Algumas marcas chinesas vendem apenas os seus telemóveis na China e noutros países asiáticos mais próximos. Aliás, existem casos de marcas bastante conhecidas que produzem alguns modelos de smartphones exclusivamente para o mercado chinês como, por exemplo, o Mate 30 Pro da Huawei.

É por isso que, se quiser comprar um desses modelos, tem mesmo de os mandar vir de um desses países porque cá não existem.

No entanto, nesses casos é muito importante ter o máximo de cuidado na escolha da plataforma de compra. As plataformas como o marketplace do AliExpress, que reúnem milhares de vendedores, também estão cheias de burlões e o outro tipo de criminosos.

Todos os dias aparecem empresas chinesas e não só, a venderem telemóveis falsificados de marcas famosas, como Huawei, Xiaomi e Samsung, como se fossem verdadeiros.

Lembramos se comprar agora, alguma coisa nesses sites internacionais, ou paga as taxas no ato da compra, ou então a encomenda vai ser taxada quando chegar a Portugal. Além disso, o consumidor normalmente tem de esperar algumas semanas ou até meses para conseguir receber o seu smartphone.

Por isso, é muito importante analisar antes de comprar, os prós e contras dessa escolha, ou seja, avaliar o custo-benefício e investigar sobre a reputação do vendedor.

Mas, se quiser, pode evitar toda esta burocracia e o tempo de espera que chegue o telemóvel ou o risco de receber um smartphone que não seja original. De facto, existem várias opções disponíveis em Portugal.

Nos últimos anos, o mercado português foi inundado com telemóveis chineses, que fazem bastante sucesso entre os consumidores por causa das suas funções e do seu custo-benefício.

Hoje em dia, já existem muitas marcas chinesas com canais de comunicação entre os seus clientes em Portugal. Aliás, disponibilizam as clientes informações traduzidas para os orientarem durante todo o processo comercial, na compra, utilização e suporte.

Portanto, deixou de ser difícil comprar um telemóvel chinês. Só tem mesmo de escolher o sítio certo onde o comprar.

 

Melhores marcas de telemóveis chineses?

6 mitos sobre os telemóveis chineses - Descubra a verdade 5

 

Mesmo após conseguir entender o que está por detrás dos mitos relacionados com os telemóveis chineses, o consumidor pode sentir-se confuso em relação ao modelo que deve escolher.

Afinal, o que não falta na China são marcas e fabricantes de smartphones bastante interessantes.

Basicamente, o primeiro passo que deve dar antes de escolher um smartphone é fazer uma pequena avaliação sobre a credibilidade da marca pesquisando, por exemplo, pelos comentários de outros utilizadores.

Depois de analisarmos algumas opiniões sobre as melhores marcas chinesas, listamos a seguir as 7 marcas que nos pareceram melhores e que mais se destacam neste segmento:

 

  • Xiaomi: Uma das marcas mais conhecidas em Portugal e no mundo. Foi fundada em 2010 e conquistou uma multidão de consumidores com a sua proposta inovadora, tecnologia, custo-benefício e marketing agressivo;
  • Huawei: Apesar de estar no epicentro da competição entre os EUA e China, a Huawei continua a ser uma das melhores marcas de telemóveis chineses do mundo. Fundada em 1987, consolidou-se no mercado e é sinónimo de inovação e produção de tecnologias avançadas;
  • HONOR: Foi fundada em 2013 pela Huawei para competir no mercado de smartphones básicos e intermediários da Xiaomi, que domina esse mercado;
  • OPPO: Fundada em 2001, a OPPO já se consagrou como uma das maiores produtoras de smartphones em todo o mundo. Ultimamente tem trabalhado para expandir os seus negócios na Europa e nas Américas;
  • Realme: Fundada em 2018, é uma marca subsidiária da OPPO e possui uma produção focada nas necessidades do público mais jovem;
  • OnePlus: Outra marca independente que pode ser considerada uma submarca ou uma subsidiária da OPPO. Chama atenção não só pela tecnologia, mas também pela criatividade e pela produção de telemóveis temáticos relacinados a filmes de sucesso, como Vingadores e Star Wars;
  • Vivo: É uma marca fundada em 2009, e apesar de parecer, não tem nenhuma relação com a operadora de telecomunicações brasileira. Na verdade, é uma das maiores produtoras de telemóveis na Ásia e tem feito sucesso com os seus smartphones bastante modernos.

 

Melhores telemóveis chineses em 2022?

Existem na internet, muitas listas com os melhores telemóveis chineses mas variam muito de acordo com a opinião de quem faz a avaliação. Por isso, se anda à procura na internet de informações para escolher a melhor solução, vai deparar-se com muitas listas que nada têm de comum.

Por isso, resolvemos seguir as recomendações do Tech Advisor, que é um portal especializado em tecnologia, e partilhamos consigo a lista a seguir que contem os melhores equipamentos atuais.

 

TOP 10 mais baratos telemóveis chineses

  • Xiaomi Redmi Note 10 Pro
  • Xiaomi Poco F3
  • Xiaomi Poco M3 Pro
  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G
  • Xiaomi Poco X3 NFC
  • Xiaomi Redmi Note 11
  • Realme 9 Pro+
  • OnePlus Nord CE 2
  • OnePlus Nord CE 5G
  • OnePlus Nord 2

 

TOP 10 mais avançados telemóveis chineses

  • Xiaomi Redmi Note 10 Pro
  • Xiaomi Mi 11
  • Xiaomi 11T Pro
  • Realme GT Pro 2
  • Oppo Find X3 Pro
  • OnePlus Nord 2
  • Honor 50
  • ZTE Axon 30 Ultra
  • Nubia Red Magic 6S Pro
  • Nubia Red Magic 7

 

De facto, parte destes equipamentos, não são vendidos em Portugal. No entanto, já existem vários modelos, como da Xiaomi, da Realme ou da OnePlus que podem ser encontrados facilmente no mercado português.

Seja qual for o modelo que escolher, lembre-se sempre que é possível comprar um bom smartphone chinês. Consegue um telemóvel com um ótimo custo-benefício muitas vezes com características superiores às que são oferecidas por equipamentos de algumas marcas ocidentais.

 

YouTube video

 

Conclusões Finais:

É muito comum perguntarem-nos porque é que os smartphones chineses, com os mesmos recursos e especificações dos equipamentos mais caros da Apple e da Samsung são muito mais baratos.

Depois perguntam-nos se podemos confiar nos smartphones chineses. Como são mais baratos podem ter algum tipo de problema relacionado, por exemplo, com a falta de qualidade de construção.

A resposta está nos custos que as restantes marcas ocidentais têm, por exemplo, com pesquisa e desenvolvimento, marketing, salário mais elevados, serviços pós-venda e custos com loja físicas de venda ao público. Alguém acaba por ter de pagar isso, neste caso é o consumidor final no preço mais elevado do seu equipamento.

Ou seja, estes custos adicionais são responsáveis ​​por tornarem os smartphones das marcas ocidentais mais caros que os smartphones chineses. Os fabricantes chineses limitam-se apenas a produzir e vender os seus produtos no mercado. Portanto, não há nenhum custo extra que, depois tenham de imputar aos seus consumidores. É por isso que os produtos chineses são muito baratos ou menos caros que os das marcas ocidentais.

Muitas das conceituadas marcas de telemóveis têm fabricas na China e a qualidade dos smartphones chineses é a mesma que essas grandes marcas. Neste mercado tão competitivo as marcas chinesas nunca iriam comprometer as suas vendas reduzindo a qualidade dos equipamentos que têm as suas marcas.

No entanto, reconhecemos haver uma coisa em que as marcas chinesas são piores que as marcas ocidentais, que é no serviço Pós-Venda. Como não são tão populares nos países em que são comercializados, o seu serviço nunca será tão bom quanto as empresas de smartphones ocidentais “premium”.

Mas se é daqueles que troca regularmente de telemóvel e gosta de andar sempre com a tecnologia mais recente então pode comprar smartphones chineses mais baratos sem comprometer a qualidade.

Tabela de conteúdo

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

ARTIGOS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

×