Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

O que são hackers, como atacam e como se defender

Normalmente um hacker de computadores é um especialista em informática qualificado que utiliza o seu conhecimento técnico para conseguir resolver problemas. Ao contrário do que se pensa, um “hacker” nem sempre utiliza o seu conhecimento para o mal. Mas reconhecemos que é normal associar o termo hacker a alguém que por exemplo se aproveita de bugs para conseguir invadir sistemas de computadores. Neste artigo vamos tentar dar-lhe a conhecer este mundo um pouco desconhecido e que por vezes se torna tão fascinante.

Vai descobrir que existem muitos tipos de hackers e que alguns utilizam o seu conhecimento em proveito da sociedade. Descubra também quais o motivos dos seus ataques e como o conseguem fazer. Damos respostas a algumas das questões que no Informatico.pt nos chegam com mais frequência. Descubra também o que deve fazer para se proteger ou para mitigar as consequenciais de um possível ataque hacker aos seu computador ou aos sistemas de informação da sua empresa.

person wearing mask Photo by Nahel Abdul Hadi on Unsplash

1 – O que é um Hacker?

Um hacker é um utilizador de computadores, experiente em tecnologia e que manipula os sistemas informáticos e de telecomunicações de forma a fazerem o que não é suposto. Às vezes, essa manipulação é feita com boas intenções e tem como objetivo a criação. Outras vezes, o hacking é feito para prejudicar as pessoas de forma a obter lucro roubando por exemplo a identidade ou então por pura maldade.

 

Como surgiram os Hackers?

Hacker é um termo que começou a ser utilizado nos anos 60. Descrevia um programador ou alguém que escrevia código de software para computador. Depois disso, o termo evoluiu para um indivíduo com conhecimentos avançados de computadores, redes, programação ou hardware. Nessa altura o termo Hacker ainda não era associado a alguém com intenções maliciosas.

Em 1981, Ian Murphy, também conhecido como “Capitão Zap”, tornou-se no primeiro hacker a ser condenado por crimes informáticos. Invadiu a rede de computadores da AT&T e modificou o sistema de taxas de pagamentos. Conseguiu isso, alterando os relógios internos, para que as tarifas noturnas mais baixas fossem cobradas aos clientes durante o meio-dia.

Atualmente, quando se fala num “hacker” pensa-se logo num utilizador mal-intencionado, um black hat ou um criminoso informático. O termo Hacker é utilizado para descrever qualquer pessoa que tente invadir ilegalmente sistemas de computadores para danificar ou roubar informações.

 

Por que existem os Hacker?

A maioria dos hackers de computadores invade os sistemas por curiosidade, para satisfação pessoal ou então para testar as suas habilidades com o computador. Mas há alguns que o fazem para conseguirem obter lucro, por vingança ou pelo prazer de conseguir destruir alguma coisa.

 

Todos os Hackers são maus?

Não. Os filmes normalmente promovem o estereótipo de “Hacker” como sendo programadores maliciosos e anti-sociais. Mas, na realidade, a maioria dos hackers são pessoas curiosas. Tentam sobretudo aprender mais sobre os computadores, as redes e como os programas funcionam. Ou seja, ao invadirem um sistema, eles estão a fazer experiências, a inovar, a aprender e a desenvolver ainda mais as novas tecnologias.

person in black hoodie wearing white mask Photo by Bermix Studio on Unsplash

 

2 – Que tipos de Hackers existem?

Há uma forma de distinguir os hackers “bons” dos Hackers “maus” e dos assim-assim. Os hackers mal-intencionados são chamados de “Black Hat”. Os Hackers honestos com boas intenções são chamados de “White Hat”. Os Hacker que não são bons nem maus são os “Grey Hat”.

 

O que são Black Hat Hackers ?

Um hacker de “chapéu preto” é um utilizador de computador que voluntariamente vandaliza ou comete crimes como roubo e violação de privacidade de outras pessoas.

O termo “chapéu preto” é uma maneira de descrever as suas motivações maliciosas. Os chapéus pretos são utilizadores de computador talentosos, mas antiéticos, motivados por dinheiro, fama ou propósitos criminais. Podem roubar dados para depois vender ou tentar extorquir dinheiro dos seus legítimos proprietários. Ou seja, são os bandidos do mundo dos hackers.

São muitas vezes famosos por crimes cibernéticos como ataques de negação de serviço conhecido por ataque DDOS. Além disso prejudicam as redes de computadores, roubam a identidade e criam vírus e outros programas destrutivos.

 

O que são White Hat Hackers ?

São totalmente diferentes dos hackers clássicos de chapéu preto. Os seja, os hackers de chapéu branco são motivados por questões positivas e construtivas. Também conhecidos como hackers éticos, os chapéus brancos são utilizadores talentosos de sistemas de segurança de computadores. Normalmente trabalham para proteger as redes informáticas e os sistemas de informação.

Os hackers éticos normalmente têm a autorização do proprietário dos sistemas em que estão a trabalhar. São por isso especialistas em segurança cibernética focados em detetar e corrigir vulnerabilidades. Ou seja, tentam prevenir, resolver ou mitigar os ataques de hackers de chapéu preto.

Alguns hackers de chapéu branco são profissionais formados em tecnologias e sistemas de informação. São sobretudo artesãos dos computadores. Muitas vezes têm menos interesse em proteger sistemas e mais em criar programas inteligentes e interfaces bonitas. A sua principal motivação é melhorar um sistema através de alterações e acréscimos. Este tipo de Hackers podem ser simples amadores curiosos como engenheiros informáticos qualificados.

 

O que são Grey Hat Hackers ?

Os hackers de chapéu cinza são normalmente utilizadores amadores com habilidades técnicas intermédias. Gostam de desmontar e modificar os seus próprios computadores apenas por prazer. Às vezes envolvem-se em pequenos ataques de colarinho branco, como software de partilha de ficheiros e crack de programas. Normalmente não são motivados por ganhos pessoais.De facto, é muito raro os hackers de chapéu cinza tornarem-se Hackers de chapéu preto.

 

closeup photo of eyeglasses Photo by Kevin Ku on Unsplash

3 – Como ser um Hacker ?

Embora a palavra hacker tenha muitas definições, acreditamos que, a maioria das pessoas que faz essa pergunta, está interessada no seu lado mais negro. O Informatico.pt não ensina nem tolera pedidos de ajuda para atos de roubo, desbloqueio ou outras atividades cibernéticas ilegais. No entanto, um hacker também pode ser definido como alguém com um entendimento avançado de computadores e programação. Por isso, se está interessado em saber mais sobre esse lado mais positivo do mundo hacker, consulte as nossas sugestões a seguir.

 

YouTube video

 

Aprenda mais sobre Informática e Telecomunicações

Para aprender sobre e informática e telecomunicações primeiro terá de conhecer minimamente como funciona um computador e uma rede. Saber como é feito um computador, quais os seus componentes e como eles funcionam pode ser muito útil para qualquer pessoa, não apenas para os Hackers.

Assim, para conseguir saber mais como funcionam os computadores deve ler o máximo possivel sobre esse tema. Recomendamos que procure por livros sobre temas de informática que sejam do seu interesse. Visite as maiores livrarias online, como por exemplo a Amazon, e pesquise pelos 100 melhores livros sobre o assunto. Também pode optar pela Audible que tem uma enorme colecção de e-books se preferir esse método de leitura.

Também pode manter-se atualizado visitando regularmente páginas com Notícias sobre informática e telecomunicações.

Também ajuda se participar em fóruns online. De facto, a Internet está cheia de fóruns on- line , onde milhares de utilizadores respondem às perguntas uns dos outros e discutem o que gostam de fazer. A participação nesses fóruns server não só para testar o seu conhecimento, mas também para aprender com os outros.

 

Construa o seu próprio computador

Depois de já ter lido bastante sobre informática e telecomunicações pode começar a meter as mãos na massa e começar por exemplo pelo hardware. Ou seja, se quiser aprender mais sobre o funcionamento do hardware de um computador, não há nada mais educativo do que montar um. Isso não apenas o ajudará a ampliar o seu conhecimento sobre o hardware do computador, como também o ajudará no diagnóstico de problemas.

Além disso, irá perceber melhor na prática como um computador funciona. Se sentir dificuldades podemos tentar ajudar ou então pesquise na internet porque há muitos sites com instruções sobre como construir uma máquina personalizada.

 

Aprenda uma linguagem de programação

Chegou agora o momento de aprender como funciona o software dos computadores. Para isso terá de estudar uma linguagem de programação. Só assim é que vai perceber como é possível “falar” diretamente com o computador e resolver problemas programaticamente. Ao aprender programação também terá uma melhor percepção de como a informática em geral funciona. Existe uma infindável lista de linguagens de programação que pode aprender.

Pode começar por exemplo por linguagens de script como Perl e PHP ou até pelos conceitos mais básicos de web design em HTML. Estes últimos são importantes para quem quer perceber como funcionam e como se criam, configuram e ajustam os sites da internet.

Se precisar de mais experiência em programação, pode tentar criar um projeto de código aberto ou então ajudar num projeto aberto que já exista para assim aprender cada vez mais. Criar um site também pode ser outra ótima experiência de aprendizagem. Isto porque o processo de criação de sites mostra-lhe os detalhes por de trás do design e da sua configuração.

 

YouTube video

 

Utilize uma sistema operativo alternativo

A maioria das pessoas utilizam uma qualquer versão do Microsoft Windows. De facto, é muito bom para utilização pessoal e no escritório. No entanto, se quer ser uma hacker tem de aprender a utilizar sistemas operativos alternativos, como o Linux. Aprender a utilizar uma distribuição Linux não só ajuda a ampliar a sua experiência, como também é uma necessidade. Precisa de conhecer vários sistemas operativos para conseguir por exemplo utilizar servidores baseados em Linux. São sistemas normalmente utilizados para alojar sites e outros serviços da web. Ou seja, para ter acesso a um servidor na Web, pode ser necessário utilizar o sistema SSH, que é baseado em linhas de comando do Linux.

Mas, se para si os sistemas Linux são uma total novidade, então, o Ubuntu é uma boa distro para poder começar a aprender. Pode ser instalado diretamente no seu disco rígido ou então arrancar com ele a partir de um Live ISO para o poder testar sem o ter de instalar. Um Live ISO de uma distribuição Linux pode ser gravado numa PEN USB ou num CD-ROM. Para mais informações, consulte o tutorial oficial do Live ISO no site Ubuntu.com.

 

Aprenda mais sobre redes de telecomunicações

As redes de telecomunicações são o que sustenta o serviço de Internet e que ligam os computadores domésticos ou de escritório uns aos outros. É importante saber o máximo possível sobre como as redes funcionam, incluindo noções básicas como endereço IP, OSI, porta, protocolo, router e máscara de sub-rede.

Pode começar pode ler livros sobre telecomunicações e fazer pesquisas na internet sobre os temas que considera mais importantes. Depois, pode tentar configurar a sua própria rede doméstica, especialmente se essa rede tiver vários computadores e diferentes sistemas operativos. No informatico.pt costumamos dizer que só pondo as mãos na massa e muitas vezes cometendo erros é que conseguimos evoluir e aprender mais e mais.

Assim, comece por tentar perceber como as coisas funcionam e depois arregaçar as mangas e dei-te as mãos à obra, só assim é que irá conseguir ultrapassar as dificuldades. Claro que ajuda bastante se tiver uma formação académica sobre informática ou telecomunicações mas não é um requisito para conseguir ser um bom profissional.