Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

Descubra 8 técnicas secretas para melhorar a qualidade do conteúdo

Melhorar a qualidade de conteúdo significa maior visibilidade nos motores de busca. Então, quais são os segredos e as técnicas necess+arias para se conseguir criar um conteúdo de qualidade?

 

Todos os dias, 60% dos comerciantes procuram a melhor forma de criar um conteúdo que seja único. Esta tarefa monótona é impulsionada pela necessidade de bons conteúdos e pela luta pela visibilidade no mundo online. Quer queira chamar-lhe marketing digital, marketing de conteúdo, ou SEO, o que é certo é que precisa de conteúdo de qualidade.

No entanto, criar conteúdo de qualidade parece ser um processo mais fácil do que na realidade é. Como o conteúdo personalizado é o caminho a seguir, 57% dos profissionais de marketing dizem que a criação de conteúdo personalizado é a sua principal preocupação. OK, mas então, que técnicas nos poderiam ajudar a juntar-nos a esses profissionais de marketing? Neste artigo vamos investigar para descobrir e mostrar a melhor forma de o conseguir fazer.

 

1 – Escreva para o seu público

Não compreender o público é um dos erros mais comuns dos atuais criadores de conteúdo. Tenha em consideração que está sempre a escrever para uma pessoa à procura de repostas para as suas dúvidas. É preciso impressioná-la de forma eficaz, respondendo claramente às suas perguntas. Mas então, como é que se consegue fazer isso?

 

Conheça o seu público-alvo

Antes de começar a escrever, tem de definir primeiro o tipo de tom da escrita para o seu conteúdo. Isto é importante para depois conseguir escrever de forma convincente e persuasiva. Dai ser importante ter uma ideia geral sobre a mentalidade do seu público-alvo ou dos seus leitores.

Deve tentar perceber quais são os seus grupos etários, géneros, e tipos de pessoas que pertencem ao público com que pretende comunicar. Se conseguir escrever, pondo-se na pele do seu público alvo, irá conseguir que o conteúdo final seja cativante para os seus leitores.

 

O que quer o seu público

Basicamente, em primeiro lugar, deve tentar perceber o que realmente o seu público quer. Antes de pôr mãos à obra e começar a criar conteúdo, pense como normalmente o seu leitor pensa sobre o assunto que vai escrever. Uma das muitas razões pelas quais 93% dos comerciantes B2B utilizam conteúdos é porque isso ajuda-os a ligarem-se ao seu público. Por isso, certifique-se sempre de compreender as reais necessidades dos seus clientes.

 

Compreender as suas perguntas

De facto, as palavras-chave são uma boa forma de descobrir as perguntas mais comuns dos seus clientes alvo. Se procurar por uma palavra-chave, ira encontrar uma quantidade de perguntas relacionadas com essa mesma palavra. É um método sugestivo e uma forma subtil de conseguir descobrir no Google as perguntas e as dúvidas relacionadas com aquilo que pretende escrever.

 

2 – Mantenha a relevância com o tema

Um conteúdo de qualidade deve ser relevante e estar de acordo com o tema do local onde é publicado. Infelizmente é um fator que é muitas vezes negligenciado pelos escritores que não têm nenhum conhecimento prévio do tópico para o qual criam conteúdo. Por isso mesmo, é crucial conhecer os seguintes elementos antes de começar a criar e a publicar conteúdo:

 

Pesquisar pelo tópico

Uma técnica muito boa que deve utilizar sempre é pesquisar minuciosamente sobre o seu tema. Encontrará inúmeros conteúdos que pode utilizar nos seus títulos e subtítulos se fizer pesquisas aprofundadas sobre o assunto. Além disso, a sua informação irá parecer mais autêntica e única.

 

Evite apresentar informações irrelevantes

Apresentar informação irrelevante está entre os aspetos que mais influenciam negativamente o sucesso dos seus conteúdos. Sim, acredite que alguns escritores incluem informação estranha sobre o tópico apenas para conseguirem preencher a contagem de palavras. É uma prática que no Informatico.pt evitamos ao máximo porque diminui a qualidade do nosso blog porque encobre o seu valioso conteúdo. Os autores que o fazem tornam o seu conteúdo desinteressante, sem valor, com pouco alcance e de má qualidade.

 

3 – Utilize a técnica da AIDA

Saber os mecanismos que levam os clientes a comprar um determinado produto ou serviço é quase um mistério. No entanto, há modelos que ajudam a explicar o processo, como o AIDA. A aquisição de qualquer produto ou serviço por parte de um cliente tem sempre como objetivo a satisfação de uma necessidade, seja ela de índole mais natural ou de índole mais psicológica tendo em conta todos os riscos associados ao processo de compra.

Por isso, ao planearmos a criação de um conteúdo devemos procurar proporcionar a satisfação dos objetivos do consumidor assim como diminuir a perceção de risco na compra.

Mostramos-lhe a seguir como pode utilizar esta técnica no seu conteúdo:

 

Atenção

O ‘A’ em AIDA significa Atenção. Por conseguinte, o seu conteúdo precisa de chamar a atenção para aquilo que quer vender. Tente perceber, por exemplo, como é que um determinado produto ou serviço chegou ao seu conhecimento para depois utilizar esse mesmo método de chamar a atenção no seu próprio conteúdo.

 

Interesse

Nesta fase precisa de criar interesse nos seus leitores ou clientes. Mas como é que consegue fazer isso? Lembre-se que cerca de 70% dos profissionais de marketing acreditam que o conteúdo gera mais interesse num produto do que uma mensagem de correio eletrónico. Portanto, o que precisa de fazer é de conseguir agitar a mente dos seus clientes ou dos seus leitores para o seu conteúdo.

 

Desejo

Ao falar muito sobre um determinado problema cria no leitor ou no cliente uma ansiedade por uma solução. É nesse momento que devemos atacar com uma solução para o problema. O modelo AIDA é muito utilizado para conseguir fazer isso eficazmente. O que tem de fazer é agitar a “panela quente” o tempo suficiente antes de apresentar ao leitor uma forma de a conseguir “arrefecer”. O objetivo é conseguir fazer com que os seus leitores sintam que precisam da sua solução.

 

Ação

Na última fase só tem de chamar a atenção do seu leitor para uma possível solução, isto depois de já o ter sensibilizado para um problema. Nesta parte final do seu conteúdo deve gerar pistas para o problema de forma a depois conseguir que sejam convertidas, por exemplo, em vendas. Por isso, tem de se certificar de que a solução que vai apresentar é muito clara e fácil de implementar.

 

4 – Cumpra com os requisitos SEO

Antes de avançar com a publicação do seu conteúdo, tem de se certificar sempre que ele consegue estar à altura dos padrões SEO.

O processo de otimização para os motores de busca, está relacionado sobretudo com a qualidade do seu conteúdo. Lembre-se também que, para ter sucesso, deve evitar sempre ao máximo qualquer tipo de plágio. Por isso, será melhor utilizar sempre, antes de publicar o que quer que seja, um verificador de plágio.

 

Descubra 8 técnicas secretas para melhorar a qualidade do conteúdo 1

 

Além disso, existem outros fatores adicionais que também podem influenciar o posicionamento do seu conteúdo no sistema de pesquisas dos motores de busca como o Google. Mostramos a seguir alguns dos fatores que nos parecem mais relevantes.

 

Densidade da palavra-chave

A densidade das palavras-chave é uma das coisas mais importantes na escrita de conteúdos. Se a sua densidade de palavras-chave for superior a 5%, o algoritmo do Google irá colocar o seu conteúdo na lista negra por excesso de palavras-chave. Para conseguir evitar isso, certifique-se sempre de que utiliza apenas as palavras-chave necessárias e adequadas aquilo que está a produzir.

 

Colocação de palavras-chave

É muito importante perceber onde devem aparecer as suas palavras-chave dentro do seu conteúdo. Basicamente a palavra-chave deve ser colocada de forma a mostrar naturalmente a sua ideia no conteúdo. Ou seja, não deve parecer que a palavra-chave foi acrescentada forçadamente num parágrafo ou numa frase e que depois ela deixe de fazer sentido. A colocação de uma palavra-chave numa frase deve acompanhar o fluxo de ideias dessa mesa frase ou paragrafo.

 

Ligações Internas e Externas

As ligações internas (links), em que o leitor pode clicar, para consultar outros conteúdos do seu site ou blog, são essenciais para melhorar a sua posição no sistema de classificação dos motores de busca. Por outro lado, as ligações externas ajudam a aumentar o tráfego de leitores interessados no seu conteúdo.

Além disso, este tipo de ligações melhoram a credibilidade do seu conteúdo, mostrando a relação do mesmo com outra fonte autêntica. De facto, é uma técnica que melhora a credibilidade do seu conteúdo e o envolvimento dos seus leitores aumentando o número de vezes que aparece na internet.

 

5 – Crie conteúdo estruturado

A estrutura é uma das coisas mais importantes para assegurar o desempenho de qualquer conteúdo. Mas, como se consegue estruturar um conteúdo para que ele seja eficaz em termos de marketing? Para isso basta que siga sempre um guião como se a criação de conteúdo fosse um filme.

Por exemplo, no primeiro acto, mostrar um problema, no segundo acto, descrever os métodos que pode utilizar para lidar com esse mesmo problema, no terceiro acto, apresentar uma solução simples e eficaz. Isto tudo de acordo como a técnica da AIDA que já mostramos nos capítulos anteriores deste artigo.

 

Levantar questões

Ao criar conteúdo deve levantar sempre questões de forma a conseguir cativar a atenção do seu leitor. Pode optar pela técnica antiquada de fazer uma pergunta logo no início do texto que está a escrever. Isso fará com que prenda logo o seu público mal ele comece a ler o seu conteúdo, depois é só ir respondendo gradualmente a cada uma das perguntas.

 

Apresentar uma solução

A capacidade de conseguir cativar mais leitores está relacionada com as soluções que apresenta para os problemas que identificou. Ou seja, quanto mais soluções apresentar no seu conteúdo, melhor. Mas lembre-se sempre de não fazer demasiadas perguntas, isso pode assustar o seu público alvo.

 

Criar uma introdução cativante

Deve começar sempre por chamar a atenção do seu público para o seu conteúdo como sendo algo único. Para isso, basta mostrar o que o seu conteúdo pode oferecer, escrevendo uma linha de introdução concisa, mas bastante informativa. Ao ler a introdução, o seu público deve compreender rapidamente o resto do seu conteúdo.

 

Manter a simplicidade

A estrutura do seu texto dá uma impressão geral ao seu leitor sobre o seu conteúdo e se o deve ou não ler. Por exemplo, se os leitores virem parágrafos enormes empilhados uns nos outros o provável é que não vale a pena o esforço de os ler e pesquisam por outro alternativo mais simples de ler.

Por isso, cada parágrafo deve ter um espaçamento de linha onde termina um parágrafo e começa o seguinte. Parece ser uma coisa insignificante, mas facilita a leitura do conteúdo por parte do público e mantém-no ligado ao site por mais tempo diminuindo a sua taxa de rejeição.

 

Seguir um formato

O estilo de formatação depende normalmente do tipo de conteúdo que está a escrever. Se estiver a escrever sobre uma avaliação de um produto, é importante acrescentar tabelas de características com prós e contras.

Alguns autores preferem utilizar “pontos” nos cabeçalhos de forma a tornar o conteúdo mais legível para o público. O estilo da formatação que utilizar não só vai retratar a natureza do seu conteúdo como também ajudar a melhorar a pontuação da sua legibilidade.

 

Relacionar os títulos

A relevância das rubricas é outra parte crucial na estrutura do conteúdo. A hierarquia adequada deve ser seguida ao longo dos cabeçalhos para classificar a informação por tópicos.

Os cabeçalhos organizados ajudam os leitores a navegar pelo texto tornando o conteúdo mais acessível porque assim conseguem saltar diretamente para a secção que corresponde aquilo que procuram.

 

6 – Facilite a leitura

Ninguém gosta de ler conteúdos complexos cheios de palavrões ou termos demasiado complicados. Tenha em atenção que não está a escrever uma apresentação ou uma dissertação académica. Utilizar palavras pequenas e simples é a melhor forma de escrever conteúdo. Por isso, é necessário conseguir assegurar também estes dois aspetos:

 

Utilizar frases curtas e claras

O primeiro inimigo de qualquer bom conteúdo são as frases longas. Se quiser apresentar boa informação, mas estiver a utilizar frases muito longas, o provável que as pessoas não a leiam. Ou seja, uma frase de 15 a 20 palavras é aceitável, mas o ideal é utilizar apenas 10 a 15 palavras em cada frase.

 

Evitar palavrões ou termos técnicos

Como certamente compreende a utilização de palavrões prejudicará não só a sua classificação em termos de SEO como também afastarão o seu público. O mesmo acontece se utilizar muitos termos técnicos porque grande parte das pessoas não os conhece. Por isso, como já referimos anteriormente, deve tentar manter ao máximo a simplicidade do seu texto e torná-lo o mais simples e claro possível. Mas, se pensa que está a ficar sem palavras, tente utilizar, por exemplo, uma ferramenta de parafrasear que o irá ajudar a resolver isso.

 

Descubra 8 técnicas secretas para melhorar a qualidade do conteúdo 2

 

Gerir corretamente a informação

Enquanto escreve sobre o conteúdo, deve gerir adequadamente a informação que pretende publicar. Para isso, deve tentar utilizar uma abordagem por secções para conseguir apresentar o conjunto de dados o mais estruturados possível no seu conteúdo.

Se colocar toda a informação que tem num único parágrafo ou num título enorme irá degradar o valor do seu conteúdo. Basicamente, isso fará com que não consiga qualquer clique nos links que inseriu no conteúdo porque o público alvo não teve interesse em o ler.

 

7 – Eduque o seu Leitor

Lembre-se que quando alguém estiver a ler o seu artigo, essa pessoa deve aprender algo novo. Por isso, se levantou questões, mas depois não lhes deu respostas, é muito provável que o objetivo do seu conteúdo tenha falhado. O objetivo é que os seus visitantes deixem o seu site com mais informações do que aquelas que tinham quando chegaram. O Google, e outros motores de busca, valorizam bastante o facto de um site conseguir acrescentar valor aos seus visitantes, encaminhando-lhe por isso mais tráfego.

Mas então, como é que conseguimos criar conteúdo que acrescente valor? Mostramos-lhe a seguir algumas das dicas que pode seguir para o conseguir fazer, neste mundo tão competitivo.

 

Compreender o utilizador

Leia o seu conteúdo web da perspetiva do seu leitor. Concentre-se no seu site e na natureza do tópico que irá apresentar ao seu leitor. Depois, pergunte-se, será que esta informação consegue responder à minha pergunta?

É nessa altura que irá conseguir perceber o que realmente os seus leitores andam à procura. Ou seja, o seu conteúdo deve apresentar respostas diretas à pergunta do utilizador. Isso irá ajuda o seu site a conseguir ganhar uma reputação credível nos sistemas SERPs (lista resultados das pesquisas feitas na Internet).

 

Utilizar a abordagem 80/20

Deve utilizar a boa e velha abordagem 80/20 que comprovadamente funciona e que qualquer criador de conteúdo consegue utilizar. Passa basicamente por escrever 80% do seu conteúdo a educar o seu público alvo fornecendo-lhe valor informativo. Depois, basta utilizar os restantes 20% para vender o seu produto ou serviço. É uma das boas práticas mais recomendadas na promoção de produtos e serviços que quando é utilizada corretamente gera bons resultados.

 

Utilizar Factos e estatísticas

Sim, os factos e as estatísticas normalmente atraem mais audiência do que propriamente as suas opiniões ou exemplos. Por isso, se quer melhorar a relevância do seu conteúdo, deve utilizar sempre alguns factos e estatísticas, de preferência as mais recentes.

 

Adicionar infográficos

Os infográficos são uma ótima forma de conseguir orientar o seu público sobre os conteúdos que quer apresentar no seu site. Mas, só porque é uma imagem não significa que não possa ter conteúdo escrito na mesma. De facto, está provado que a utilização de infográficos torna as coisas um pouco mais interessantes para os leitores.

Os infográficos incluem imagens interativas com uma representação gráfica sobre o tópico. Os infográficos podem ter manchetes, subtítulos, ou pontos críticos no seu conteúdo apresentado. Além disso, pode também adicionar animação ao conteúdo que criar ou então utilizar os infográficos apenas para guiar o seu público na navegação.

 

Identificar as fontes

Se estiver a inserir um texto “alt” numa imagem ou um backlink numa palavra-chave, certifique-se de que este conduz a uma fonte autêntica e que isso acrescenta valor à consulta do utilizador. Estas fontes devem ter relevância para o seu conteúdo. Caso contrário, irá parecer que se trata de uma ligação spam.

 

8 – Reveja várias vezes

É bastante importante, antes de submeter o seu trabalho, dar-lhe uma vista de olhos final. Lembre-se que tudo se resume à qualidade da edição final do seu trabalho. Por isso, após terminar de escrever o seu artigo, certifique-se de faz o seguinte:

 

Procurar erros e melhorias

Reserve sempre algum do seu tempo para poder dar uma leitura final ao seu conteúdo. Seja muito rigoroso consigo próprio e procure por erros gramaticais ou ortográficos. Leia o artigo várias vezes para ver se há algum tipo de melhoria na estrutura ou formatação que consiga fazer.

 

Alterar e corrigir

Depois de fazer a revisão, está na altura de implementar as mudanças. Deve editar o seu conteúdo para fazer as alterações e melhorias que considerar mais relevantes. Excluir qualquer parte que lhe pareça pouco importante para o sentido do tópico do conteúdo.

 

YouTube video

 

Considerações Finais

Num mundo online cada vez mais competitivo, melhorar a qualidade do conteúdo é uma forma eficiente de se diferenciar da multidão. Produzir menos, mas melhor conteúdo, é de facto o melhor investimento que pode fazer a longo prazo. Devemos evitar sempre fazer muitas publicações, mas que tenham conteúdo medíocre.

As estratégias neste artigo não são nada de transcendente e podem ser utilizadas perfeitamente por qualquer pessoa que queira aumentar a qualidade do conteúdo. Basta pesquisar adequadamente pelo seu público alvo e pelo melhor tópico de forma a conseguir criar um ótimo conteúdo. Melhorar a nossa forma de escrever, utilizando dados, exemplos e recursos visuais para enfatizar o nosso ponto de vista, tornará muito mais fácil a sua compreensão. A formatação e uma edição adequada são as cerejas no topo do bolo.

A longo prazo, definir padrões elevados para a qualidade do seu conteúdo resultará no aumento do tráfego e no número de leitores assíduos que irá ter.

A criação de bons conteúdos está relacionada com a conceção da sua abordagem. Neste artigo consegue aprender uma variedade de técnicas ou dicas que o podem ajudar a conseguir criar conteúdo de sucesso. No entanto, a melhor forma de escrever bom conteúdo é concentrar-se no objetivo desse mesmo conteúdo e na sua audiência.

 

Tem mais dicas sobre como aumentar a qualidade do conteúdo? Por favor, partilhe as suas ideias na sessão de comentários mais abaixo.

Tabela de conteúdo

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

ARTIGOS RELACIONADOS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

×