Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

Como resolver problemas do Wi-fi – 11 soluções simples

Provavelmente está cansado de ter problemas com a internet, nomeadamente com a qualidade da sua rede Wi-Fi. Tem pouco sinal, está sempre a falhar e não consegue aceder à internet em todos os locais da sua casa ou escritório. Já pesquisou vários sites para tentar melhorar o alcance do seu Wi-Fi, mas não consegue obter respostas que sejam eficazes. Boas notícias, já não precisa de procurar mais porque chegou ao lugar certo. Vamos mostrar-lhe neste artigo algumas coisas relativamente simples que pode fazer para conseguir resolver o problema das falhas de cobertura do seu sinal Wi-Fi.

O mais certo é já se ter levantado e mudado para outra zona da sua casa ou escritório apenas para conseguir ter uma ligação Wi-Fi estável que lhe permita ter acesso à internet sem problemas. Se sabe o que isso é, então certamente que concorda comigo que é uma coisa no mínimo irritante. Dai andar desesperadamente a pesquisar por uma forma de aumentar ou melhorar o alcance do seu Wi-Fi ou então em trocar de router, ou até mesmo de operadora.

No Informatico.pt consideramos ser pior e mais irritante ter um Wi-Fi lento ou irregular que nem sequer ter nenhum sinal de rede sem fios. Felizmente, a sua pesquisa valeu a pena porque compilamos a maioria das soluções que se podem utilizar para conseguir resolver o problema do seu sinal Wi-Fi em casa, ou no seu escritório:

 

Porque melhorar o sinal da rede Wi-fi?

 

Listamos a seguir algumas dicas rápidas para conseguir aumentar o sinal sem fios do seu router, melhorar e otimizar a sua cobertura Wi-Fi e acelerar a sua navegação na internet.

Provavelmente está a deparar-se com uma navegação lenta, ou não consegue estabelecer uma ligação à internet, ou perde o sinal Wi-Fi com frequência, ou então, há zonas na sua casa ou escritório sem sinal. Cada um desses problemas enlouquece-nos sobretudo porque vivemos num mundo onde ficar online tornou-se, para alguns utilizadores, tão necessário quanto respirar. Quer esteja a ver a sua série preferida ou a fazer apostas no Betwinner site online, se a internet estiver sempre a falhar, no mínimo dará consigo em doido.

Por isso, se sente que o seu Wi-Fi está lento, existem muitas ferramentas que pode utilizar para testar a velocidade da sua internet. Existem também alguns truques que pode tentar para tentar resolver os seus problemas de rede. No entanto, se a única maneira de obter uma receção decente é ficar ao lado do router sem fio, essas dicas simples podem ajudar a otimizar a sua rede.

Se no final de tentar todas estas dicas, mesmo assim, considerar que o seu sinal Wi-fi ainda não está com a qualidade que precisa, então o melhor será contactar um técnico informático. Ele certamente que vai conseguir identificar o problema e melhorar a qualidade do seu sinal de WI-FI sem ter de se consumir em perceber o que está a provocar esse problema.

 

1 – Teste o serviço de internet por cabo

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 1

 

Antes de culpar o Wi-Fi, certifique-se de que a internet que entra na sua casa está a funcionar como deveria. Pode fazer isso ligando o seu computador diretamente ao seu router utilizando um cabo de rede Ethernet. Se o seu computador portátil não tiver uma porta Ethernet, precisa de comprar um adaptador USB para Ethernet.

Depois de ligar o cabo de rede basta fazer um teste de velocidade para ver a o seu serviço de internet está a funcionar com a rapidez que tem contratada. Se descobrir que a velocidade da internet não corresponder ao seu contrato, pode ser necessário ligar para o seu provedor de serviço ISP para corrigir o problema substituindo pode exemplo o seu router, ou modem.

Por outro lado, se o seu teste de velocidade corresponder ao serviço que tem contratado, mas mesmo assim ainda lhe parecer lento, talvez seja melhor falar com operadora. Deve pedir para melhorarem o serviço, mas provavelmente terá de pagar mais por um serviço melhor.

Se tudo estiver bem, tente executar novamente o teste de velocidade, mas desta vez sem fios o mais próximo possível do router. Se obtiver velocidades boas ao lado do seu router, mas noutros lugares da casa não, a culpa pode ser efetivamente da cobertura Wi-Fi.

Se a sua internet ainda estiver muito lenta ou com muitas falhas de serviço, mesmo ao lado do seu router, pode ter um equipamento desatualizado que precisa de um upgrade.

 

2 – Desligue e volte a ligar o equipamento

 

Antes de fazer alterações drásticas na configuração do seu Wi-Fi na esperança de aumentar o sinal, tente primeiro reiniciar o seu router. Pode fazer isso basta desligar completamente o router da corrente elétrica carregando primeiro no botão ON/OFF e depois tirar o carregador ou o cabo da ficha da corrente elétrica.

Deve esperar cerca de 1 minuto e depois voltar a ligar tudo novamente. Em alguns casos, esta dica simples pode ajudar a corrigir alguns problemas relacionados com falhas no serviço de internet e qualidade do sinal Wi-Fi.

No informatico.pt pelos anos de experiência que temos no sector, consideramos que as melhores soluções são sempre as mais simples. Por isso recomendamos que, se não se sentir à vontade com este tipo de tecnologias, que contacte um técnico informático ou de telecomunicações para o ajudar a resolver o seu problema. Muitas vezes são pequenos ajustes ou alterações que pode fazer sem ter de envolver em configurações mais complexas que até podem piorar o seu problema.

Outra coisa que também pode fazer para ajudar a melhorar a sua ligação Wi-Fi é desligar todos os equipamentos de Internet que não utiliza regularmente, como, por exemplo, consola de videojogos mais antigos. Se conseguir desligar equipamentos que possam estar a monopolizar a sua largura de banda pode resolver o seu problema melhorando o desempenho do seu router.

 

3 – Atualize o firmware do seu router

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 2

 

Antes de começar com outro tipo de soluções, talvez seja boa ideia atualizar primeiro o firmware do seu router. Isto só se aplica se o seu router for um equipamento seu, ou seja, se não for um equipamento de uma operadora. Porque nesses casos terá de ser a operadora a fazer essa atualização.

Os fabricantes de routers andam sempre a melhorar o software dos seus equipamentos para conseguirem, entre outras coisas, um pouco mais de velocidade. O nível de dificuldade do processo de atualização do firmware do seu router depende sobretudo do fabricante e do modelo do seu equipamento.

No entanto, a maioria dos routers atuais já têm um sistema de atualização embutido na sua interface de administração, ou seja, é apenas uma questão de clicar num botão para conseguir atualizar o seu firmware. Outros modelos, especialmente se forem mais antigos, ainda terá de aceder ao site do fabricante, descarregar um ficheiro de firmware da página de suporte do seu router para depois fazer o upload para a interface de administração. Reconhecemos que é um processo um pouco chato, mas não deixa de ser uma coisa que deva fazer, porque em alguns casos resolve problemas relacionados com a rede Wi-Fi.

Na verdade, mesmo que a sua rede sem fios não esteja com problemas, deve atualizar o seu firmware regularmente para não só melhorar o desempenho do seu router como a quantidade de recursos e atualizações de segurança. Alertamos para o facto de, em alguns casos, com a atualização do firmware do router irá perder as suas configurações quem tem guardadas. Ou seja, deve antes de iniciar o processo de atualização exportar as configurações ou apontar os paramentos quem tem definidos no seu router. Caso contrario corre o risco de ter de voltar a configurar tudo de novo sem saber como estava antes da atualização.

Se realmente quer aproveitar ao máximo a capacidade do seu router, alguns utilizadores aventureiros procuram por firmware de terceiros, como o DD-WRT de código aberto. Isso pode aumentar o desempenho e fornecer acesso a recursos de rede mais avançados, incluindo a capacidade de instalar uma VPN diretamente no seu router. No entanto, é um pouco mais complexo de configurar, mas para utilizadores com experiência em tecnologia, pode valer a pena.

 

4 – Coloque o seu router no melhor local

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 3

 

Em alguns casos, mover o seu router para um local diferente pode fazer maravilhas no que diz respeito à cobertura do sinal Wi-Fi. Nem todos os tipos de casas e escritórios distribuirão o sinal Wi-Fi de forma exatamente igual. Na verdade, o local onde coloca o router pode afetar bastante a cobertura da sua rede sem fios. Pode parecer mais cómodo e estético ter o router dentro de um armário e fora do caminho, ou então mais perto da janela por onde entra o cabo, mas nem sempre é o melhor local para o colocar. Mostramos-lhe a seguir algumas dicas que deve seguir para evitar problemas com a cobertura e estabilidade da sua rede Wi-Fi:

 

  • Mantenha o seu router sem fios fora de armários e longe de paredes e obstruções para evitar interferências e super aquecimento.
  • Se possível, coloque o router no centro da casa, para que o sinal chegue facilmente a todos os cantos da casa.
  • Se puder, evite as paredes entre o seu espaço de trabalho e o router, porque isso poderá melhorar drasticamente o desempenho.
  • Evite utilizar eletrodomésticos ou equipamentos pesados, poque o seu funcionamento perto dos routers pode afetar o desempenho do Wi-Fi.
  • Se o seu router tiver antenas externas, oriente-as verticalmente para aumentar a cobertura.
  • Se conseguir elevar o router coloque-o no alto da parede ou na prateleira superior para obter um sinal melhor.
  • Não coloque o seu router junto a objetos que bloqueiem o seu sinal como grandes objetos de metal, ou equipamentos como o micro-ondas.

 

Para facilitar o processo de escolha da melhor localização para colocar o seu router, existem muitas ferramentas que nos podem ajudar a visualizar o sinal da cobertura de rede. No Informatico.pt recomendamos o Heatmapper da Ekahau ou do inSSIDer da MetaGeek, porque nos mostram os pontos fracos e fortes da rede Wi-Fi. Além disso, também existem muitas aplicações móveis, como o WiFi Analytics da Netgear.

 

5 – Descubra qual é a sua frequência?

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 4

 

Assim que puder, dê uma vista de olhos à interface de administrador do seu router para verificar se a rede Wi-Fi está configurada corretamente para um desempenho ideal. Se tiver um router com dois tipos de frequências, provavelmente irá conseguir uma taxa de transferência melhor se alterar a frequência de 5 GHz do que utilizar a mais habitual de 2,4 GHz.

O 5 GHz não só permite mais velocidade no serviço de internet, como também é menos propicia à interferência de outras redes e equipamentos sem fios. Basicamente porque não é uma frequência tão utilizada como a 2,4Ghz. No entanto, é uma frequência que não lida tão bem com as obstruções e a distâncias dos equipamentos, ou seja, o sinal não chega tão longe quanto o sinal de uma rede 2,4 GHz.

A maioria dos routers mais modernos já vem com as duas frequências e e permitem-nos utilizar o mesmo nome de rede, ou SSID, em ambas as redes. Por isso, verifique se na interface de administração do seu router, existe a opção de escolha de uma rede 5 GHz, depois utilize o mesmo SSID e senha da sua rede de 2,4 GHz. Dessa forma, os seus equipamentos poderão escolher automaticamente o melhor sinal a que se podem ligar.

Se o seu router não tiver a opção de poder utilizar o mesmo SSID, pode utilizar outro nome para a rede como, por exemplo, “Casa-5GHz” e depois tente ligar-se a essa rede manualmente para confirmar se realmente o seu acesso à internet melhorou.

 

6 – Altere o canal do router

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 5

 

De facto, a interferência no sinal Wi-fi é um grande problema, especialmente para aqueles utilizadores que vivem em áreas densamente povoadas. O que acontece é que, os sinais de outras redes sem fio podem afetar as velocidades do nosso serviço de internet. Já para não falar em alguns sistemas de telecomunicações sem fios, micro-ondas e outros equipamentos eletrónicos.

Provavelmente já brincou com walkie-talkies quando era criança. por isso deve lembrar-se que ambas as unidades precisavam de estar no mesmo “canal” para conseguir comunicar. Mas, e se estiver no mesmo canal que o seu vizinho, poderá ouvir a conversa de outra pessoa, mesmo que ela esteja a utilizar um aparelho completamente diferente.

À semelhança do que acontece com os walkie-talkies, também os routers modernos podem alternar entre diferentes canais para se comunicarem com os seus equipamentos.

A maioria dos routers escolherá o melhor canal, mas se existirem muitas redes sem fios na vizinhança que estejam a utilizar o mesmo canal, poderá acontecer que o sinal sofra interferências. Um bom router que esteja configurado para trabalhar em modo Automático tentará escolher o canal menos congestionado. No entanto, os routers mais antigos ou mais baratos podem utilizar apenas um canal predefinido, mesmo que não seja o melhor, o que pode ser um grande problema.

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 6

 

Se estiver a utilizar um computador com Windows, conseguirá descobrir que canais é que as redes Wi-Fi vizinhas estão a utilizar. Basta para isso abrir a linha de comandos do Windows e digitar o seguinte netsh wlan show all para lhe aparecer, além de outras coisas, uma lista com todas as redes sem fio detetadas pelo seu equipamento e os respetivos canais que estão a ser utilizados.

Se não está muito à vontade com a linha de comandos do Windows poderá utilizar, por exemplo, um dos programas que sugerimos no capítulo anterior deste artigo. São softwares específicos de análise de redes Wi-Fi que o podem ajudar a obter essa informação de forma visual num formato gráfico mais fácil de compreender.

Na loja e no laboratório do Informatico.pt, por exemplo, as nossas redes utilizam o canal 12 porque é o que está mais livre dos canais utilizados pelos nossos vizinhos. Deve procurar utilizar sempre um canal que esteja menos congestionado pelas redes vizinhas para evitar as colisões dos dados e com isso irá melhorar a qualidade e a estabilidade do seu sinal Wi-Fi.

Por isso, se achar que a configuração automática não está a funcionar bem, aceda à interface de administrador do seu router, procure pelas configurações da rede sem fios e tente escolher um canal manualmente. O ideal é ser um que não esteja a ser utilizado por um router vizinho.

Depois de fazer esta alteração e guardar as configurações, execute outro teste de velocidade para ver se essa correção resolveu o problema. Ou seja, se o sinal está mais estável e se tem melhor cobertura e o serviço de internet tem melhor velocidade relativamente à configuração automática.

No entanto, lembre-se de que o congestionamento do canal pode mudar com o tempo. Por isso, se escolher um canal manualmente, convém verificar de vez em quando para garantir que ainda é o melhor.

 

7 – Expulse os intrusos da sua rede Wi-Fi

 

observador de rede sem fio

 

É perfeitamente possível que o problema não tenha nada a ver com as interferências externas ou com a falta de potência da sua rede Wi-Fi. Se a sua rede estiver sem password ou então a password for muito fraca, ou conhecida de terceiros, pode ter um ou mais convidados indesejados dentro da sua rede. Se o vizinho tiver acesso à sua rede Wi-Fi e estiver a descarregar vários filmes em 4K, as suas videoconferências online ou a sua navegação na internet serão prejudicadas.

Nesse caso pode utilizar uma ferramenta como o Wireless Network Watcher para descobrir todos os equipamentos que estão ligados à sua rede Wi-Fi para detetar se existe algum vizinho que possa estar a roubar a sua internet. Além disso, pode aceder à interface de administração do seu router para perceber se tem algum tipo de analisador de tráfego que mostre os equipamentos que estão a utilizar mais dados que o normal. Pode até descobrir que na verdade é um dos seus próprios filhos que por alguma razão está a consumir mais largura de banda.

Depois de encontrar o vilão e resolver o problema, proteja a sua rede utilizando uma password forte de preferência com o protocolo WPA2, já que o WEP é notoriamente fácil de descobrir para que as pessoas indesejadas não possam entrar na sua rede.

 

8 – Ative o controlo de qualidade

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 7

A maioria dos routers mais modernos já vem com uma ferramenta que controla a qualidade de serviço (QoS) e que é capaz de limitar a quantidade de largura de banda que as aplicações utilizam. Este sistema QoS normalmente podem ser encontrado no separador de configurações avançadas dentro da interface do administrador da rede do sue router.

Pode, por exemplo, utilizar o sistema QoS para dar mais largura de banda e prioridade as chamadas de vídeo em vez do download de ficheiros. Ou seja, as vídeo chamadas com a sua avó já não irão falhar porque existe outra pessoa a descarregar ficheiros grandes do Dropbox. Basicamente, o download de ficheiro pode demorar mais, mas irá conseguir ter mais estabilidade nas videoconferências. Alguns sistemas de QoS permitem-nos dar prioridade a diferentes aplicações em horários específicos do dia.

Alguns routers conseguem até facilitar o nosso trabalho, oferecendo uma configuração predefinida para multimédia ou jogos que pode ativar apenas com um clique, para melhorar a utilização desse tipo de aplicações. Ou seja, consegue melhorar a sua experiência de utilização do serviço da internet configurando aquilo que é mais e menos importante para si.

 

9 – Substitua a antena do router

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 8

Já vimos que se tiver apenas um computador em casa, poderia ligá-lo diretamente ao router através de um cabo de rede Ethernet.

Se o seu router tem apenas uma antena interna, adicionar uma antena externa seria uma boa ideia, porque assim iria conseguir enviar o sinal Wi-Fi mais longe. Se o seu router já tem antenas externas também podem ser substituídas por umas mais potentes, ou seja, com um ganho maior.

Em muitos casos, pode escolher entre antenas omnidirecionais, que enviam o sinal para todas as direções, ou direcionais, que enviam o sinal apenas numa direção específica. A maioria das antenas embutidas tende a ser omnidirecionais, portanto, se quer comprar uma antena externa, procure uma que tenha a indicação de “alto ganho” para realmente fazer a diferença.

Uma antena direcional tende a ser uma opção melhor, porque o mais provável é que não esteja a ter falhas de sinal em todos os locas da sua casa ou escritório. Esse tipo de antes têm de ser apontadas na direção do local com pouco sinal Wi-Fi para melhorar a qualidade nesse local. Recomendamos que antes de comprar uma nova antena consulte o site do fabricante do router para ter a certeza que é a melhor solução para o seu caso específico.

 

10 – Substitua o seu router obsoleto

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 9

 

No Informatico.pt consideramos ser sempre uma boa ideia tirar o máximo partido do equipamento existente, mas se estiver a utilizar um hardware antigo, não conseguirá o mesmo desempenho que terá com um equipamento mais recente. Todos os informáticos têm a mentalidade de “se está a funcionar, é melhor não mexer” nos equipamentos back-end mas sobretudo com equipamentos de rede. No entanto, se comprou o seu router alguns anos atrás, ainda pode estar a utilizar o padrão Wi-Fi 802.11n mais antigo e mais lento ou então o 802.11g que ainda é mais antigo e mais lento.

De facto, esses routers mais antigos podem limitar a sua largura de banda porque têm tecnologias Wi-Fi mais antigas e mais lentas. Por exemplo, o throughput máximo para o padrão 802.11g é de 54 Mbps, enquanto que para o padrão 802.11n é de 300 Mbps. Por isso, todos os ajustes que descrevemos nos capítulos anteriores só conseguiram melhorar a qualidade do seu sinal Wi-Fi até um certo limite se estiver a utilizar um destes router mais antigos.

No entanto, se substituir o router por um mais recente com o padrão 802.11ac conseguirá obter uma velocidade de até 1 Gbps. Enquanto isso, os routers Wi-Fi 6 de última geração podem, teoricamente, atingir 10 Gbps, e os routers Wi-Fi 6E têm acesso a ainda mais espectro e podem oferecer uma cobertura de sinal muito maior.

No entanto, mesmo que o seu router seja novo, pode ainda ter alguns equipamentos mais antigos que utilizam padrões mais antigos e lentos. Se comprou um computador nos últimos dois anos, provavelmente possui uma placa de rede sem fios com o padrão 802.11ac ou pelo menos 802.11n. Mas quanto mais antigos forem os seus equipamentos, menor a probabilidade de terem incorporadas as tecnologias mais modernas.

Para essas máquinas mais antigas, pode comprar um adaptador Wi-Fi USB que pode ligar a uma porta USB para conseguir melhorar a sua ligação à internet. Desta forma, não precisará de substituir completamente o seu computador para conseguir aproveitar as vantagens das novas tecnologias Wi-Fi.

Lembre-se de que um router de alta qualidade não só suportará esses padrões mais rápidos, como também conseguira fazer melhor as coisas que descrevemos nos capítulos anteriores. Ou seja, terá uma forma melhor de selecionar automaticamente o melhor canal, melhor sinal para equipamentos 5GHz e melhores recursos QoS.

Outros routers podem ter recursos como Multi User-Multiple Input Multiple Output (MU-MIMO), como o router de jogos de banda tripla TP-Link Archer AX11000 da Editors ‘Choice. Os routers MU-MIMO podem enviar e receber vários fluxos de dados simultaneamente para vários equipamentos sem degradação da largura de banda e exigem testes especializados com vários clientes, mas os equipamentos precisam de ser compatíveis com a tecnologia MU-MIMO.

11 – Utilize um extensor de Wi-Fi

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 10

 

Se todas estas dicas falharem, é possível que a sua casa ou o seu escritório sejam muito grandes para que um único router consiga cobrir com um bom sinal todos os locais. O seu router também pode ter muitos obstáculos para conseguir contornar e paredes para ultrapassar. Se for esse o caso, precisa de ter outra solução para conseguir estender o seu sinal Wi-Fi que pode ser, por exemplo, um extensor de sinal, uma rede mesh ou um sistema power-line.

Basicamente, os extensores de Wi-Fi recebem o sinal do seu router para o retransmitirem para os seus equipamentos e vice-versa. Dessa forma, obtém uma solução barata que pode atuar como um repetidor para estender o alcance do seu router sem fios. No entanto, estes sistemas normalmente não são tão eficazes quanto os sistemas Wi-Fi de malha ou mesh, que substituem totalmente o router existente.

Os sistemas mesh, em vez de repetirem apenas o sinal do seu router, possuem várias unidades que trabalham em conjunto para direcionarem o tráfego de forma inteligente, cobrindo a sua casa ou escritório com uma única rede Wi-Fi que chega a todos os lugares que precisa. Para configurar esses pontos de malha, deve seguir as mesmas regras que recomendamos para descobrir a melhor posição para colocar o seu router. Um dos dispositivos da rede mesh tem de estar ligado ao seu router. Os outros dispositivos devem estar próximos o suficiente para conseguirem captar um sinal sólido, e longe o suficiente para conseguirem estender a cobertura para as zonas sem sinal.

Lembramos que, mesmo com um sistema de malha, ainda pode ter alguma perda de desempenho nas zonas mais distantes da sua casa ou do seu escritório. Especialmente se o seu Wi-Fi tiver que fazer vários “saltos” entre os nós do sistema mesh.

Mais uma vez, o melhor será colocar a unidade principal do sistema no centro da sua casa ou escritório. Além disso, também pode ligar os nós com cabos de rede Ethernet para conseguir melhores resultados. Se realmente precisa de ter um sistema Wi-Fi que não lhe dê problemas, o melhor será chamar um eletricista para lhe passar os cabos de rede para poder ligar aos diferentes pontos de acesso sem fios. A principal desvantagem destes sistemas Wi-Fi de malha é que normalmente são mais caros do que simplesmente adicionar um extensor de sinal.

 

Como resolver problemas do Wi-fi - 11 soluções simples 11

 

Os adaptadores e extensores Powerline devem ser instalados num conjunto de dois ou mais e ligados no mesmo circuito elétrico. Basicamente, utilizam os cabos de energia elétrica como forma de envio dos dados. Alguns modelos de powerlines atinge uma velocidade de transmissão de até 1 Gbs. Como é uma tecnologia que tem mais largura de banda é ideal para aplicações de entretenimento, como HDTV e home theater.

Basicamente, são uma solução fácil e económica para conseguir utilizar serviços mais exigentes como HDTV sem fios. Ou seja, oferece velocidades físicas Gigabit graças à sua tecnologia MIMO que estabelece múltiplas ligações simultâneas para melhorar as suas taxas de transferência de dados, estabilidade e cobertura. É o sistema ideal para utilizadores que precisam de ver vídeo em 4K Ultra HD, jogar online e utilizar a Internet das coisas sem problemas com falhas e lentidão.

Finalmente, se tem algum conhecimento em tecnologia, poderá conseguir poupar algum dinheiro configurando alguns pontos de acesso Ubiquiti UniFi Lite que são antenas mais baratas, mas mais difíceis de instalar.

 

YouTube video

 

Considerações Finais

Apesar de ao longo dos anos ter existido um progressivo aumento na largura de banda associada aos serviços de Internet, é incontestável que o consumo dessa largura de banda também tenha registado um aumento substancial. A utilização da Internet em casa ou no escritório deixou de se limitar apenas à navegação e aos downloads. Atualmente, utilizamos serviços de streaming e transformamos as ligações à internet em serviços de televisão, rádio e cinema.

É habitual termos a sensação que a velocidade da nossa ligação à Internet não corresponde àquela pela qual pagamos, levando-nos a questionar se estamos de fato a receber a quantidade de gigabytes por segundo à qual temos direito. Isso é algo que podemos verificar facilmente através de testes de velocidade, como o Netmed da ANOCOM.

Contudo, em grande parte das situações, o problema reside não no serviço de Internet que chega a nossa casa ou escritório, mas sim na forma como o sinal é distribuído dentro dela.

À medida que a utilização de ligações sem fios se foi tornando cada vez mais comum e os cabos de rede foram sendo deixados de lado em prol da comodidade, o acesso à Internet tornou-se mais prático. No entanto, os problemas como interrupções ocasionais na ligação ou lentidão também se tornaram cada vez mais frequentes. Isso é especialmente evidente se o sinal Wi-Fi precisa de ser distribuído por várias áreas, atravessando diversas paredes e obstáculos.

Neste artigo, mostramos algumas sugestões para melhorar de forma significativa o sinal e a cobertura da sua rede Wi-Fi. São medidas simples que pode experimentar antes de considerar a troca de provedor ou a aquisição de um novo router mais avançado, para a fim de obter a qualidade de acesso à Internet que espera.