Assistência

À Distância

24 Horas

Disponíveis

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender

Burlas por telefone são uma maneira comum de os criminosos enganarem as pessoas para conseguirem roubar o seu dinheiro. Mantenha-se atento a algumas das burlas telefónicos mais comuns e descubra neste artigo o que pode e deve fazer para continuar seguro.

A presença dos burlões não é novidade nenhuma, tanto na vida real como no mundo digital das telecomunicações. Não importa o local, haverá sempre pessoas com más intenções que irão encontrar uma maneira se aproveitar dos outros. E com o avanço da tecnologia, os burlões encontraram maneiras novas e mais eficientes de fazer negócios sujos.

Uma das tecnologias mais populares, na prática de burlas, é o VoIP. Tanto os empresários como os próprios particulares adoram a flexibilidade que esta tecnologia oferece. Sobretudo os empresários porque os ajuda a poupar nos custos com as telecomunicações. O VoIP ou voz por IP é uma tecnologia importante para as empresas. Apesar de ser necessário comprar e manter equipamentos como os telefones IP ajuda a poupar nos custos da mão de obra porque facilita o trabalho à distância.

Além disso, os utilizadores particulares agora conseguem comprar serviços de telecomunicações mais baratas para poderem falar com os seus contactos em qualquer parte do mundo. Ou seja, se utilizarem um serviço VoIP podem poupar nas comunicações internacionais ou nas chamadas de roaming cobradas pelas operadoras.

Mas então, por que é que será que esta tecnologia VoIP é tão utilizada nas burlas telefónicas que prejudicam tantas vítimas por todo o mundo? Vamos discutir isso neste artigo e tudo o que está relacionado com as burlas telefónicas que infelizmente são cada vez mais comuns nos dias que corem.

Ao continuar a ler este artigo descobrirá por si mesmo como os burlões conseguem utilizar uma tecnologia tão poderosa como o VoiP para causar dados de milhões de euros em todo o mundo. Mas o mais importante, será mesmo conseguir perceber o risco e os métodos que deve utilizar para se conseguir proteger dessa ameaça a que todos estamos sujeitos.

 

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender 1

 

O que é uma burla telefónica?

Muitos de nós já recebemos chamadas de SPAM que basicamente são telefonemas de empresas que nos tentam vender coisas mesmo que nunca tenhamos feito negócios com elas no passado. As chamadas de SPAM normalmente são legais e não podem ser consideradas burlas telefónicas. Apesar de reconhecermos que são sempre chamadas bastante irritantes, frustrantes e por vezes assustadoras.

Pode sempre encaminhar automaticamente as chamadas classificadas como SPAM para o atendedor de chamadas utilizando o nosso tutorial. Mesmo que isso não consiga bloquear completamente os burlões, pode reduzir o número de chamadas indesejadas que recebe no seu telemóvel. Basicamente as fraudes telefónicas, ou mais conhecidas como burlas, caracterizam-se pela utilização de produtos ou serviços de telecomunicações com a intenção de obter dinheiro ou serviços e produtos ilegalmente.

Apesar de muitas das operadoras aumentarem as suas medidas de segurança para tentarem minimizar as fraudes, elas acontecem diariamente e prejudicam milhares de pessoas. Além disso, as operadoras de telecomunicações tendem a manter confidenciais todos os registos sobre esse tipo de atividades maliciosas para evitarem prejuízos relacionados com a falta de confiança dos seus utilizadores.

É por isso importante conhecermos todos os métodos utilizados pelos burlões para conseguirem obter o dinheiro das suas vítimas. Só assim é que podemos tomar medidas de prevenção suficientes para nos mantermos afastados desse tipo de esquemas ilícitos. Assim, mostramos-lhe a seguir algumas das mais conhecidas burlas telefónicas que deve conhecer e divulgar por todos os seus familiares e amigos.

 

Tipos de burlas de chamadas telefónicas

Muitas vezes é difícil conseguirmos identificar a diferença entre uma burla telefónica e uma chamada de SPAM não solicitada. Por isso, é importante conhecermos bem alguns dos truques mais comuns que os burlões utilizam para nos mantermos atentos e preparados. Infelizmente, existem inúmeros tipos de burlas telefónicas e acredite que os burlões estão cada vez mais criativos e perspicazes.

Ou seja, porque conhece um tipo de burla, isso não significa que os conhece a todos. Por isso, se identificar algum sinal ou combinação de sinais que descrevemos a seguir, então provavelmente está a ser vítima de uma burla telefónica.

Um exemplo de um sinal de burla é quando alguém lhe oferece um presente ou um prémio e tem a certeza que não participou em nenhum concurso. Os burlões normalmente exigem um depósito ou o pagamento de uma taxa de envio para lhe conseguirem entregar o seu prémio.

Outro exemplo de burla telefónica mais agressiva é quando nos ameaçam com processos em tribunal ou a aplicação de multas quando nos recusamos a pagar uma certa quantia. Nestes casos passam normalmente à vítima uma sensação de urgência. Fazem de tudo para não ter tempo para pensar sobre o que lhe está a acontecer, até porque iria perceber que está a ser burlado.

Outra coisa que também deve estar atento é quando lhe pedem para pagar alguma coisa recorrendo a métodos de pagamento não rastreáveis. Se alguém lhe pedir para pagar um produto ou serviço atravez de bitcoins, provavelmente isso é uma burla.

 

1 – Chamadas das finanças

São especialmente mais populares durante os prazos limites obrigatórios para a entrega de impostos. Basicamente, este tipo de burlas por telefone relacionadas com impostos envolvem criminosos que se tentam fazer passar por funcionários fiscais. São normalmente chamadas bastante convincentes em que o burlão até se identifica com o seu posto num determinado departamento das Finanças. Se não fizermos imediatamente o pagamento, ameaçam-nos com um processo judicial ou, então, com a polícia que já está a caminho para executar a decisão do tribunal ou até mesmo para proceder à nossa prisão.

Em primeiro lugar, as Finanças não ligam a ninguém por telefone a pedir o pagamento seja do que for porque o fazem normalmente por correio. Por isso, se receber uma chamada deste tipo, isso é um sinal bastante claro de que se trata de uma burla. Além disso, os burlões pedem normalmente para que o pagamento seja efetuado imediatamente por transferência bancaria ou MBWAY. Os pagamentos às Finanças são normalmente realizados através de uma Guia de Pagamento com uma Referência especial de pagamentos ao estado.

Se eventualmente as Finanças lhe ligassem, nunca iriam exigir o pagamento do quer que fosse por telefone e nas próximas horas. Lembre-se que os criminosos gostam das Bitcoins e do serviço MBWAY porque não podem ser rastreados, e só o facto de alguém lhe pedir o pagamento dessa forma já é um sinal que pode ser uma chamada ilegítima.

As chamadas mais comuns são de alguém alegando ser das Finanças que diz que tem um problema com a devolução do seu IRS ou que ainda tem um imposto qualquer em falta por pagar. Também é habitual enviarem primeiro uma mensagem SMS fraudulenta e passado algum tempo ligarem sobre esse assunto. Não se deixe enganar porque ninguém das Finanças iria entrar em contacto consigo dessa maneira nem nunca iria pedir-lhe as suas informações financeiras pessoais, como, por exemplo, os detalhes da sua conta bancária.

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender 2

 

2 – Chamadas de suporte técnico

Nesta burla, o atacante normalmente diz que está a contactar-nos de uma empresa conhecida como Microsoft ou Apple e que detetou um problema grave no nosso computador. Depois disso pede à vítima para executar uma série de etapas para conseguir “resolver” o problema. Na realidade, o que eles querem é que a pessoa burlada descarregue involuntariamente um software que depois irá sequestrar os seus dados ou então permitir o acesso à distância aos seu equipamento.

Os burlões utilizam esta estratégia para conseguirem recolher dados confidenciais ou então instalarem software malicioso como “ransomware”. O seu real objetivo é conseguirem a sua informação para depois lhe exigirem um pagamento para a devolverem ou desbloquearem.

Normalmente é uma burla que resulta com pessoas mais idosas porque não têm os mesmos conhecimentos técnicos que as pessoas mais novas. De facto, os utilizadores mais jovens apercebem-se mais facilmente de pormenores suspeitos relacionados com a tecnologia que os mais idosos, que normalmente não são tão desconfiados. Tal como na burla anterior das Finanças este tipo de chamadas telefónicas também são falsas por que nem a Microsoft, nem as outras empresas de tecnologia iriam fazer chamadas de suporte técnico sem serem solicitadas.

Por isso desconfie sempre que lhe ligarem de um helpdesk de uma empresa de Tecnologias de Informação conhecida, como a Microsoft a dizer que o seu computador está infetado com um vírus ou tem um problema de licenciamento. O mais certo é que acabem por lhe pedir para descarregar um “software antivírus” para resolver o seu problema. Na verdade, ou vão-lhe exigir um pagamento pelo serviço que não precisava ou então irá por instalar sem querer um spyware no equipamento que depois os burlões utilizaram para conseguirem obter os seus dados pessoais. Voltamos a lembrar que as empresas de TI legítimas não entram em contacto com os clientes dessa maneira.

No Informatico.pt recebemos vários pedidos de ajuda de clientes que se queixaram de terem recebido chamadas telefónicas de burla provenientes de números estrangeiros. Os burlões apresentam-se como sendo colaboradores de empresas ou instituições fidedignas como a ENISA – Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação. Depois utilizam como pretexto para fazerem a chamada o facto de alegadamente terem-se apercebido que o computador do nosso cliente tinha sido alvo de um ataque informático ou de ter algum problema relacionado com a ligação à internet, ou então outra situação semelhante.

Alegadamente, para resolverem o problema aos nossos clientes, pediram-lhes para instalarem o programa de acesso remoto Anydesk no seu computador ou então para comprarem um software de segurança que iria resolver a situação. Em alguns casos chegaram a pedir os dados pessoais e as informações de acesso ao banco ou do cartão de crédito dos nossos clientes.

Felizmente a maioria deles não seguiu as instruções dos burlões e pediu a nossa ajuda. No entanto, alguns deles deram acesso total aos seus dispositivos e a todas as informações como documentos, passwords, fotografias, entre outros. Uma vez mais, este tipo de burla aproveita-se da confiança dos utilizadores criando também um sentido de urgência para resolverem um problema grave para depois roubarem as suas vítimas.

 

3 – Chamadas de pedidos de caridade

Sobretudo nesta fase que passamos de guerra e tragédias naturais, as burlas relacionadas com pedidos de caridade são muitos comuns. Os criminosos aproveitam-se da boa vontade das pessoas que querem e gostam de ajudar. A dica que costumamos dar no Informatico.pt e para nunca dar dinheiro a ninguém que lhe ligue a pedir uma doação, isto porque nunca sabe quem realmente está do outro lado do telefone.

O que deve fazer, se quiser realmente ajudar os outros, é fazer a sua própria pesquisa online. Deve, por exemplo, utilizar sites conceituados como a Cáritas, a Cruz Vermelha, ou outras ONGPD nacionais como “Vencer Autismo”. Procure sempre por escolher uma organização de caridade respeitável que realmente ajude as pessoas. Só deve entregar as suas doações a esse tipo de organizações. Porque, só assim é que terá a certeza que o seu dinheiro irá chegar a quem realmente precisa e não às mãos de um qualquer criminoso.

Mantenha-se também atento às chamadas dos burlões que dizem estar a ligar de uma instituição de caridade que apoia as vítimas de burlas. Ou então às chamadas de empresas que vendem tecnologias anti-burlas ou pedem-nos dinheiro para renovarem a nossa conta num instituto governamental qualquer. Mantenha-se atento a todos estes tipos de chamadas porque a engenharia social dos burlões é cada vez mais aprimorada e maquiavélica.

O melhor sempre, antes de darmos o nosso dinheiro para caridade a quem quer que seja, é verificarmos antes o site online dessa instituição de caridade para tentarmos descobrir se realmente é uma organização genuína ou não.

 

4 – Chamadas de prémios e indemnização

Se receber uma chamada telefónica a dizer que foi selecionado aleatoriamente para ganhar um prémio, desconfie e não acredite nada do que lhe estiverem a propor. Normalmente são tentativas de brula, porque a pessoas que lhe ligar irá pedir-lhe para pagar algum tipo de imposto ou outra taxa fiscal para lhe conseguir enviar o seu prémio. O truque a perguntar-se a si próprio a razão de ter de pagar por algo que dizem que ganhou. Isso fará com que fique desconfiado e a partir dai o burlão provavelmente já não terá sucesso no seu ataque.

Outra forma de burla é uma ligação telefónica de uma empresa a perguntar sobre um acidente de carro que supostamente teve e a avisar que tem direito a uma indemnização. De facto algumas destas chamadas podem ser empresas genuínas à procura de novos negócios. No entanto, na maioria das vezes são chamadas de burlões e por isso não se deve deixar enganar por este tipo de ofertas de prémios, e indemnizações falsas.

Se realmente foi vítima de um acidente rodoviária, o melhor é desligar a chamada que recebeu e ligar para o número que está na apólice da sua companhia de seguros. Certamente que o irão conseguir esclarecer sobre esse assunto e não será mais uma vítima dos burlões que querem os seus dados ou o seu dinheiro.

 

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender 3

 

5 – Chamadas de familiares em perigo

Este tipo de burlas são normalmente muito eficazes porque visam a utilização de pessoas vulneráveis como idosos e crianças. Começam basicamente com alguém que nos liga a dizer a nossa avó ou o nosso filho estão com problemas. Ou porque estão presos e precisem de dinheiro para pagarem a caução ou porque estão doentes e precisam de dinheiro para chegarem ao hospital ou porque o carro deles avariou.

Normalmente o burlão alega que o nosso familiar naquele momento não consegue falar connosco e por isso ele está a ajudar-nos com isso. Como são familiares vulneráveis, o mais certo é ajudarmos a nossa avó ou o nosso neto que urgentemente precisam da nossa ajuda e fazemos o pagamento do que o burlão pede por telefone.

Sabemos que isso por vezes é difícil, mas, se receber uma chamada de alguém da nossa família que está com problemas, desligue a chamada e volte a ligar diretamente para o número dessa pessoa. Se não o conseguir contactar, ligue, por exemplo, para outro amigo ou membro da família para poder validar a sua situação e o seu real paradeiro.

Se não conseguir ligar com o familiar ou pessoa conhecida de confiança que esteja próxima, ligue para o posto da Polícia, GNR, hospital ou escola onde supostamente está esse familiar. Além disso, também é importante avisar os membros mais velhos da sua família para ficarem atentos relativamente a este tipo de ligações incomuns que lhe pedem dinheiro para ajudarem algum familiar.

 

6 – Chamadas de fraudes bancárias

Por vezes, os bandidos fingem-se de “bons samaritanos” e ligam-nos para nos avisarem sobre uma possível fraude na nossa conta bancária. Depois, com o desenrolar da chamada, vão-nos pedindo os números das nossas contas bancárias, passwords ou outros dados pessoais e confidenciais. Nunca forneça por telefone as suas informações a ninguém, quando receber uma chamada que lhe peçam esse tipo de dados desligue a imediatamente e ligue para a instituição a confirmar a ligação anterior. Certamente que irá descobrir que a última chamada que recebeu era uma tentativa de burla.

Ou seja, sempre que lhe pedirem dinheiro ou dados por telefone, o melhor é desligar a chamada e entrar em contacto diretamente com a sua instituição para confirmar se a última chamada era ou não legítima. Também recomendamos que não utilize nenhum número que lhe seja fornecido por telefone ou mensagem que receba de alguém desconhecido. Seja educado, peça desculpa ao suposto burlão e diga que vai desligar e voltar a ligar para a instituição financeira pelos contactos públicos porque não reconhece o número de onde lhe estão a ligar.

Normalmente, os burlões que nos ligam e identificam-se como sendo funcionários do nosso banco são muito simpáticos e mostram-se muito prestáveis, sobretudo porque nos querem ajudar a resolver um problema com o nosso cartão ou a nossa conta bancária. Parecem sempre ser muito profissionais para tenta-nos convencer que o nosso cartão foi clonado ou que o nosso dinheiro está em risco.

Fique atento sobretudo quando lhe pedem dados específicos sobre a sua conta bancária ou cartão de crédito, como, por exemplo, o seu número PIN. Alguns burlões chegam ao cúmulo de oferecerem às suas vítimas o envio de um estafeta para recolher o seu cartão. Ou tentão recomendam-lhe a transferência imediata de todo o seu dinheiro para uma ‘conta segura’ para proteger porque está em risco iminente de o perder.

Infelizmente é uma burla muito comum e além do nosso bom senso há muito pouco que o nosso banco consiga fazer para nos proteger. Até porque somos sempre livres de fazermos com o nosso dinheiro e com os nossos dados pessoais aquilo que bem entendermos.

 

7 – Chamadas de seguros de saúde e dívidas

Existem várias burlas telefónicas onde os criminosos tentam vender produtos e serviços relacionados com automóveis. Ou então, oferecem empréstimos vantajosos de consolidação de dívidas, ou pedem-nos para confirmarmos os nossos dados relacionados com seguro de saúde e de vida. O melhor mesmo é nunca comprar nada pelo telefone, a menos que tenhamos sido nós a fazer a chamada.

Normalmente este tipo de ofertas inesperadas de consolidação de dívidas são irrecusáveis e demasiado boas para serem verdade. Os burlões que apresentam como representantes de companhias de seguros de saúde podem andar mesmo à pesca de informações para depois utilizarem para nos conseguirem roubar dados pessoais necessários para nos extorquir dinheiro.

Tal como acontece com as Finanças, nenhuma companhia de Seguros, quer seja de saúde, de vida ou automóvel, lhe irá ligar para lhe pedir dados ou pagamentos por telefone. Se alguém alegar que estar a ligar-lhe sobre a cobertura ou a apólice do seu seguro, o mais sensato será desligar a chamada e voltar a ligar para o número que tem na sua apólice de seguro.

Também podemos receber chamadas sobre uma dívida que temos por pagar ou então sobre uma oportunidade de investimento “imperdível”. Aconselham-nos a pagarmos imediatamente a dívida ou a investir ou a resgatar o PPR o mais rápido possível porque senão vamos ter problemas ou perderemos uma oportunidade de ganhar ou poupar dinheiro.

 

8 – Chamadas a pedir passwords

Grande parte dos burlões anda à procura de formas de conseguir aceder às nossas contas online. Por isso, ligam-nos sob vários pretextos, desde fornecer suporte técnico até ajudar-nos a resolver uma suspeita de fraude. No entanto, para nos conseguirem ajudar precisam das nossas passwords e dos nossos dados pessoais para poderem verificar a nossa identidade. Nunca deve divulgar as suas passwords, códigos de segurança ou dados confidenciais por telefone porque mão há nenhuma razão legítima para lhe pedirem isso.

As passwords ou palavras-passe são para a nossa informação o que as chaves são para a porta da nossa casa. Basicamente servem para proteger a nossa propriedade do resto do mundo. Por isso, devemos guardá-las e tratá-las da mesma forma que tratamos as chaves de casa. Ou sej, tal como não partilharíamos a nossa chave de casa com uma pessoa estranha, também as nossas passwords devem ser sempre privadas o suficiente para garantirmos a sua eficácia e consequentemente a nossa segurança.

 

9 – Chamadas de falsos clientes

Infelizmente não são apenas os utilizadores particulares que recebem telefonemas fraudulentos porque também as empresas reportam problemas com este tipo de chamadas. Recomendamos sempre às empresas nossas clientes que deem formação aos seus funcionários sobre as possíveis burlas de a organização pode ser vítima. Devem pensar no seu trabalho como se estivessem numa torre de vigia, sempre atentos a todas as ameaças externas.

Basicamente porque os burlões ligam muitas vezes tentado-se passar por clientes para obterem informações das empresas através dos seus funcionários mais desatentos. Normalmente dizem ser um cliente da empresa com algum tipo de emergência que precisa de ser resolvida imediatamente. O seu principal objetivo é conseguir que o funcionário da empresa lhes transfiram dinheiro para a sua conta ou desbloqueiem uma conta de outro utilizador.

Os funcionários precisam de ter formação adequada para conseguirem estar atentos a este tipo de burlas, confirmando, por exemplo, a identidade dos seus alegados clientes antes de darem qualquer tipo de informação ou prestarem qualquer tipo de serviço. O ideal é as empresas apenas aceitarem telefonemas dos números de telefone e email, que estão registados nas suas bases de dados de clientes.

 

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender 4

10 – Chamadas com pedidos urgentes

De facto, as burlas por telefone estão em constante evolução e nunca têm uma linha comum. No entanto, existe quase sempre uma coisa em comum em todas as chamadas de burlas que é o seu carácter de urgência. Os burlões insistem constantemente que lhe estão a ligar porque precisa de resolvido imediatamente o problema ou então irá perder uma oportunidade irrecusável. Se notar que alguém o está a pressionar para fazer um pagamento rápido ou tomar uma decisão urgente por telefone, para uns segundos e reavalie se o que lhe dizem realmente faz algum sentido.

Lembramos que se for vítima de um burla por telefone, depois será difícil conseguir recuperar o seu dinheiro ou os seus dados. De qualquer maneira, comunique sempre a ocorrência entrando em contacto com o seu banco ou com as autoridades competentes. Por outro lado, se inadvertidamente deu o seu número da segurança social ou do seu cartão de cidadão, entre em contacto com os locais onde tem dinheiro para registarem o sucedido.

Reconhecemos que existem tipos de burlas que por mais atentos e informados que possamos estar é difícil conseguirmos perceber no momento que estamos a ser vítimas de uma pessoa mal intencionada. O truque será sempre parar um pouco para pensar se quem nos liga estará ou não a tentar passar-nos a perna. Na dúvida peça um tempo para pensar e se não lho derem é porque muito provavelmente estão a tentar burlá-lo.

 

11 – Chamadas com números falsos

Os burlões recorrem à tecnologia para conseguirem imitar os números de telefone reais para aparecerem no equipamento das vítimas como sendo do remetente oficial. Sim, isso pode facilmente induzir-nos em erro e pensarmos que falamos realmente com uma organização legítima, como um banco ou empresa de serviços públicos.

Por isso, reforçamos que o recomendado é desligar e voltar a ligar diretamente para o número que é publico e que tem a certeza que é da organização. Se possível, ligue-lhes de um telefone diferente daquele onde recebeu a chamada do suposto burlão. Infelizmente os burlões podem conseguir manter a sua chamada em espera. Ou seja, mesmo que desligue e volte a ligar diretamente para a organização, a chamada ainda irá parar ao burlão. Se não conseguir utilizar outro telefone, então aguarde pelo menos 10 minutos e depois volte a ligar.

 

VoIP utilizado em chamadas de burla

Como referimos no capítulo anterior, os burlões recorrem muitas vezes à tecnologia para conseguirem roubar dinheiro e informação das suas vítimas. Uma das tecnologias mais utilizadas nas burlas telefónicas é o VoIP. Sobretudo porque existem várias empresas que também utilizam os serviços de VoIP com provedores como o Telnum para conseguirem melhorar a eficiência. Ou seja, as vantagens do VoIP também são utilizadas pelos burlões para conseguirem cometer os seus crimes de forma anónima e sem serem encontrados:

 

VoIP é indetetável

Provavelmente não sabia, mas não precisa de estar em Portugal para conseguir utilizar um número de telefone fixo português. O mesmo acontece em praticamente todos os países do mundo. Mas não é apenas o facto de os números VoIP não terem uma localização física que os tornam indetetáveis. Muitos dos provedores de serviços VoIP também aceitar pagamentos usando criptomoeda e outros métodos não rastreáveis. Basicamente, isso quer dizer que pode ser impossível determinar quem comprou o número, utilizado numa burla telefónica.

 

VoIP é muito barato

Especialmente para os burlões que atacam as pessoas que estão fora do seu país de origem, o VoIP representa uma oportunidade inigualável. Ou seja, conseguem atingir o maior número possível de potenciais vítimas sem terem de gastar muito dinheiro em chamadas telefónicas. Aliás, eles normalmente até têm vários números de telefone para assim poderem alternar facilmente entre eles ou então utilizar outro quando um for descoberto e marcado como burla.

 

VoIP é muito fácil

Outra coisa que os burlões apreciam no VoiP é que não precisam de preencher nenhum formulário com as suas informações pessoais para conseguirem criar uma conta e obter um número. Infelizmente, desde que paguem pelo número, podem obter todos os números que quiserem. Qualquer pessoa mal intencionada consegue um número descartável VoIP sem se expor para depois utilizar nas suas atividades criminosas com a certeza que não será descoberta e apanhada.

 

Como se proteger das chamadas de burla?

Como não nos cansamos de referir, os ataques estão a tornar-se cada vez mais sofisticados. Por vezes, mesmo aqueles utilizadores mais informados que consideram que não são facilmente enganados não conseguiriam perceber a diferença. Por favor, não pense que isto é um exagero da nossa parte. Acredite que é importante manter-se sempre atualizado relativamente às burlas que vão surgindo porque só assim é que as conseguirá.

No entanto, mais importante do que conhecer todas as burlas, será mesmo concentrar-se em perceber como se pode proteger. Quando receber uma chamada é importante lembrar-se do que deve fazer para manter tanto a sua informação como o seu dinheiro seguro. Comece, por exemplo, por confirmar o número de telefone que lhe liga. Se alguém se identificar como sendo um funcionário do seu banco, não custa nada pedir para lhe ligarem mais tarde e, entretanto liga você para o banco a confirmar a chamada.

Nunca faculte as suas informações pessoais por telefone porque nunca saberá com quem está realmente a falar. Lembramos-lhe que o seu cartão de crédito e as suas informações confidenciais podem ser comprometidas se as facultar a alguém desconhecido. Desconfie sempre das grandes ofertas e das promessas irrecusáveis. Lembre-se que, se é bom demais para ser verdade, provavelmente não é, independentemente de isso ser uma “grande” oportunidade.

Nunca ligue para números que não conhece e evite atender números que não estejam na sua lista habitual de contactos. Sobretudo se receber um e-mail estranho ou uma mensagem on-line para ligar para um determinado número. Além de correr o risco de ser mais uma vítima de burla telefónica, os burlões também irão a ficar a conhecer o seu número de telefone.

Não fique aflito com chamadas de desconhecidos porque os burlões irão a todo o custo tentar chocá-lo com informações devastadoras sobre a sua vida ou a dos seus familiares. Se mesmo assim achar que a chamada que recebeu pode ser verdadeira, verifique primeiro com um familiar ou com a organização em causa. Se isso não for possível, peça aos supostos burlões para lhe enviarem qualquer coisa importante por escrito. Consegue evitar muitos problemas se partir do princípio que os números desconhecidos nunca são bem-intencionados. Provavelmente isto parece-lhe um pouco extremo, mas é sempre melhor estar errado do que ser roubado.

De facto o poder da tecnologia VoIP aliado à criatividade e malvadez de algumas pessoas mal intencionadas fazem com que tenhamos de estar sempre atentos e desconfiados das coisas que nos chegam de sítios que não conhecemos. Só assim que é que conseguimos evitar todo o stresse e todos os problemas relacionados com burlas por telefone. Se conseguir manter-se informado e atento vai ver que tudo correrá bem!

 

11 tipos de burlas telefónicas e como se deve defender 5

 

O que fazer numa chamada de burla?

Qualquer pessoa, mas sobretudo as mais velhas, podem ser vítimas das burlas por telefone. Por isso é de extrema importância estarem sempre conscientes de que existem varias burlas por telefone e o que devem fazer para conseguirem lidar com elas. Sim, felizmente há muitas coisas que pode fazer para se conseguir proteger e os seus familiares destes criminosos que todos os dias roubam informações e dinheiro às suas vítimas mais descuidadas.

Mostramos-lhe a seguir 4 dicas muito simples que o podem ajudar a perceber e a evitar que lhe consigam usurpar os seus dados e o seu dinheiro:

 

1 – Não dar dados pessoais

Nunca divulgue a ninguém por telefone as suas informações pessoais ou financeiras como, por exemplo, dados sobre a sua conta bancária ou PIN multibanco, mesmo que a pessoa que lhe esteja a ligar afirme que é um funcionário do seu banco. Desconfie sempre se forem as Finanças a pedir-lhe por telefone informações que elas conseguiriam perfeitamente obter sem terem de lhe ligar.

 

2 – Desligar a chamada

Se por alguma razão se sentir assediado ou intimidado, ou então se o interlocutor falar sobre o assunto sem lhe dar a hipótese de falar, peça desculpa e desligue a chamada. Pode até parecer-lhe rude desligar uma chamada a alguém. No entanto, é um direito que tem de não ser pressionado a fazer nada que realmente não queira.

 

3 – Ligar para a organização

Outra dica importante é se não tiver a certeza que se trata de uma chamada genuína, então deve ligar para a empresa ou banco de onde lhe ligam. Certifique-se de encontrar o número sozinho, por exemplo, num documento que tenha a certeza que recebeu dessa entidade ou então no site oficial com o cadeado do certificado SSL que lhe garante a sua autenticidade.

 

4 – Manter a calma

Acredite que os burlões irão fazer de tudo para tentar pressioná-lo a fornecer os seus dados pessoais ou a tomar uma decisão precipitada a fazer deles. Vão dizer-lhe que têm uma oferta irrecusável, mas por tempo limitado. Ou então vão alegar que a sua conta bancária está em risco e que tem de lhes facultar imediatamente as informações para conseguirem validar a sua identidade e resolverem o problema.

 

Como evitar chamadas de burla?

Infelizmente não há muitas coisas que possamos fazer para conseguirmos evitar que os burlões nos liguem. No entanto, podemos tentar bloquear ou impedir algumas chamadas indesejadas aplicando algumas dicas simples que descreveremos a seguir:

Pode começar por utilizar o sistema de identificação de chamadas da Google para se conseguir proteger contra o spam. Isso deve reduzir o número de ligações não solicitadas que recebe, mas pode não conseguir bloquear os burlões.

Também pode contactar o seu provedor do serviço telefónico para descobrir quais são os seus serviços de privacidade e de bloqueio de chamadas indesejadas que eles oferecem. Muito provavelmente são serviços que para poder utilizar terá de necessariamente de pagar.

Se tem um smartphone, então pode utilizar as configurações do seu telemóvel para conseguir bloquear alguns números indesejados. Se não tiver a certeza de como isso se faz pode ir a uma loja da sua operadora ou então seguir o nosso tutorial.

Existem algumas aplicações tanto para Android como para iPhone que são capazes de identificar as chamadas que recebemos. Também permitem bloquear os contactos que por alguma razão considerarmos ofensivos ou indesejados.

 

O que fazer se foi vítima de uma burla?

De facto, os burlões estão constantemente à procura de novas técnicas para conseguirem enganar as suas vítimas e por isso as burlas telefónicas mudam todos os dias. Se infelizmente, se foi vítima de um burla, não deve ter vergonha e denunciá-la imediatamente às autoridades competentes porque isso é uma coisa que pode acontecer a qualquer um. Denuncie o burla à polícia e entre em contacto com os seus bancos e associações de apoio à vítima. As informações que fornece a essas entidades podem ajudar a rastrear o burlão.

Fale com o seu provedor de serviços telefónicos para descobrir que serviços de privacidade têm disponíveis apara os seus clientes. Pergunte também se têm serviços para bloquear automaticamente chamadas indesejadas, provavelmente terá de pagar por isso. A Anacom tem informações sobre os diferentes provedores serviços telefónicos que bloqueiam chamadas incómodas.

Se estiver preocupado ou se já foi vítima de um esquema de fraude entre em contacto com o OLAF – Organismo Europeu Luta Anti fraude para formalizar a sua denúncia e obter mais orientação.

YouTube video

 

Conclusões finais

Recebeu uma chamada de um funcionário das Finanças mas, na verdade é alguém que não trabalha para o governo. Ligaram-lhe porque estão a recolher fundos para ajudar uma causa humanitária, mas o que estão a fazer é encher os seus proprios bolsos. As burlas por telefone são cada vez mais comuns e normalmente os criminosos aproveitam-se da generosidade e do medo das pessoas.

Conforme o relatório de spam e fraude de 2019 da aplicação para telefone chamada Truecaller, nos últimos 12 meses cerca de 1 em cada 6 portugueses já perdeu dinheiro numa burla por telefone. Isto não só porque as pessoas estão desatentas como também porque os burlões estão cada vez melhores naquilo que fazem.

Os burlões aperfeiçoaram a forma como falam com as suas vítimas e utilizam tecnologias como o VoIP com números falsos para conseguirem que as chamadas pareçam legítimas e assim roubarem os dados e o dinheiro. No entanto, existem algumas dicas que pode seguir para evitar ser mais uma vítima destes esquemas.

Fique atento a sinais como o facto de a pessoa que lhe está a ligar pedir-lhe para fazer um pagamento ou uma transferência naquele momento para uma conta ou pelo serviço MBWAY ou através de criptomoedas. Além disso, pedidos de informações confidenciais, como números de cartão de cidadão, datas de nascimento e passwords, também são alertas evidentes de que se trata de uma burla.

Apesar de os burlões utilizarem cada vez mais esquemas para conseguirem obter dados e dinheiro das suas vítimas, neste artigo deixamos-lhe as 11 principais burlas telefónicas de que pode ser vítima se não estiver devidamente atento e informado. Recomendamos sempre que evite sempre algum tipo de envolvimento com os burlões.

Na verdade, a nossa melhor defesa contra este tipo de chamadas é simplesmente ignorá-las. Apesar de algumas pessoas gostarem de desperdiçar o tempo dos burlões arrastando a conversa, o melhor é mesmo ignorá-los. Lembramos que algumas burlas utilizam software de gravação de voz e, quanto mais fala, mais corre o risco de dizer alguma coisa que os criminosos possam depois utilizar contra si. O melhor mesmo é desligar imediatamente.

Apesar de qualquer pessoa poder cair numa burla, os mais idosos normalmente confiam mais no telefone. Por isso, recomendamos que tenha uma conversa seria com o seu ente querido mais velho. Mas antes de se sentar com eles, leia este artigo para se familiarizar com as burlas telefónicas mais comuns. Se já foi vítima e quer deixar o seu testemunho ou se conhece outro tipo de burlas por telefone que queira partilhar com os leitores, por favor deixe o seu comentário no campo a seguir. Teremos todo o gosto em atualizar o nosso artigo com a sua contribuição.